Meio Bit » Hardware e periféricos » HP lança novo Chromebook 14 com tela Full HD e preço (não tão) premium

HP lança novo Chromebook 14 com tela Full HD e preço (não tão) premium

Chromebook 14 da HP conta com display touch Full HD e preço um pouco mais salgado, mas longe da loucura que foi o Pixel

6 anos atrás

hp-chromebook-14

Vocês se lembram do Chromebook Pixel? Há quase dois anos o Google introduziu sua linha de computadores que rodam Chrome OS inicialmente com um produto pra lá de premium, sem entender que o consumidor dificilmente pagaria US$ 1.299,00 num hardware para rodar serviços na nuvem, por melhor que o dito cujo fosse.

Agora a HP repete o feito coma nova versão do Chromebook 14, que embora não seja tão salgado quanto o Pixel corre o risco de também não ser tão bem recebido.

Olhando para o hardware, o novo ultrabook com Chrome OS da HP é um produto muito bom: ele é equipado com o processador Tegra K1 (mostrando que a nVidia quer mesmo jogar nas onze), com GPU Kepler de 192 núcleos CUDA, 4 GB de memória RAM, 32 GB de armazenamento interno (ambos soldados à placa-mãe, é bom frisar), leitor de cartões Micro-SD, uma porta USB 3.0, duas 2.0, uma saída P2 para fones de ouvido e microfone, câmera HD, bateria com autonomia de 8 horas e 15 minutos e o recurso que mais chama a atenção: um display touchscreen de 14 polegadas com resolução Full HD. Comparando com ao geração anterior, o novo Chromebook 14 conta com mais RAM e mais espaço em disco além da tela melhor.

hp-chromebook-14-001

hp-chromebook-14-002

hp-chromebook-14-003

Claro que isso vem com um preço: a HP fixou o valor do novo Chromebook 14 em US$ 439, um tanto alto se compararmos com modelos concorrentes, mas não tanto se considerarmos as melhorias em hardware e principalmente, se colocado ao lado do Pixel: o valor é pouco mais que um terço do pedido naquela maluquice.

Ainda assim é possível que ele não venda tanto quanto a HP gostaria, mas o mercado de PCs ao menos nos Estados Unidos é bem diferente hoje do que era há dois anos atrás: os Chromebooks conseguiram abocanhar 10% do market share de PCs em 2013, dispararam os alarmes em Redmond e já são considerados melhores ferramentas de ensino do que iPads, ainda que neste caso o fator preço ajude muito.

O novo Chromebook 14 é sim interessante, e embora eu tenha minhas dúvidas de que as pessoas estejam dispostas a pagar mais de 400 dólares num computador que funciona quase que somente na nuvem, ao menos softwares bons e famosos começam a se tornar compatíveis, o que significa que o Chrome OS pode sim se tornar com o tempo tão prático quanto o Windows.

Fonte: HP.

relacionados


Comentários