Meio Bit » Ciência » Milagre: Brasil aprova Projeto Sirius, R$ 1,3 bilhão de pura ciência

Milagre: Brasil aprova Projeto Sirius, R$ 1,3 bilhão de pura ciência

Good News! O Brasil tirou o escorpião do bolso e está investindo R$ 1,3 bilhão em um projeto que será referência mundial e não envolve sandálias de pneu, mas Ciência, de primeira.

6 anos atrás

maxresdefault

O Brasil, convenhamos, é uma país que odeia ciência. Se um besouro espirra na Miserábia Setentrional a TV faz mesas-redondas com padres, pastores e o Jucelino da Luz. Pra um astrônomo aparecer na TV foi preciso um meteoro gigante ameaçar destruir a Rússia.

Nossa ciência vive de fazer vaquinhas, pra conseguir um planetário digital de R$ 50 mil, é preciso passar o chapéu. Fomos despejados da ISS e seremos do Telescópio do E-ELT. Nossos políticos se recusam a liberar verbas que não sejam facilmente eleitoreiras, como pontes, viadutos e UPAs. Nosso povo, concorda. Quando o Romário fez uma Lei facilitando e barateando a importação de insumos para pesquisadores, teve gente criticando dizendo que ao invés de ciência esse dinheiro deveria ir pra saúde. Provavelmente o infeliz acha que remédios crescem em árvore (alguns crescem mas você gasta 10 anos e US$ 1 bilhão até descobrir).

Por isso é com IMENSO prazer que informo: foi dada a canetada final, sem volta, verba liberada registrada carimbada para a construção do Sirius, o acelerador de partículas mega-power modernoso do Laboratório Nacional de Luz Síncrotron.

Eu já expliquei aqui o que é essa parada, mas resumindo, é um acelerador onde o que importa não são os elétrons, mas a radiação eletromagnética que eles emitem. Com 518 metros de circunferência os elétrons são acelerados até atingirem uma energia de 3 GeV. Quando chega a hora eles são direcionados para unidades onde imensos campos magnéticos os forçam a mudar de direção. Isso causa uma perda de velocidade, e consequentemente de energia, como um Aston Martin DB9 com todos os controles de tração desligados fazendo uma curva, emitindo som e fumaça, o elétron canta pneu na forma de radiação eletromagnética.

Essa radiação tem uma intensidade muito grande, pode ser concentrada em um feixe muito pequeno e sua frequência depende do ângulo em que o elétron é desviado. Assim se você quer estudar como um material se comporta som altíssima pressão, pode utilizar um feixe de raios-x de altíssima energia, que penetrará (epa) o vaso, ao contrário de outros raios-x mais fracos.

1280px-SynchrotronLight

Luz Síncroton. Ao menos a parte no espectro visível.

As utilizações são muitas. Só em 2013 mais de 1.800 projetos foram beneficiados direta e indiretamente pela fonte de luz Síncroton do Laboratório Nacional de Luz Síncrotron. E olha que ela é quase uma lamparina, um modesto equipamento de 2ª geração. O Projeto Sirius é de 4ª, nem nos EUA eles tem um equipamento desse porte (o CERN tem mas eles são top).

O custo é de R$ 1,3 bilhão, as obras devem ser concluídas em 2018. Parece muito mas é menos que um estádio e próximo ao que o Brasil gastou com o foguete (não) construído em parceria com a Ucrânia.

O Sirius será um equipamento aberto a cientistas do Brasil e do Mundo, e pela romipeige do LNLS dá pra ver que o que não falta é pesquisa. Os caras trabalham e muito. Apesar de parecer a sede nova da Apple ou um estádio, o Sirius será tudo menos um elefante branco.

Aqui um material de 124 páginas, em português, sobre o projeto. Sim, os caras capricharam na divulgação.

Pra muita gente o Sirius será o grande passo, o momento em que o Brasil acordou para a Ciência. Mas se você come feijão e arroz e já usou havaiana, se qualifica como brasileiro pra saber que aqui, mesmo com sucessos pontuais, as coisas nunca dão certo.

E se você ainda tem esperança, gostaria de lembrar que acaba de ser nomeado o novo Ministro para Ciência, Tecnologia e Inovação. O Sr Aldo Rebelo, autor do INACREDITÁVEL projeto abaixo:

Idonwanttolive

Isso mesmo. O Brasil tem como Ministro de Ciência e Tecnologia um sujeito que escreveu um projeto que PROÍBE a adoção de… inovações tecnológicas.

A explicação de que é para proteger mão-de-obra chega a ser risível. Se fosse assim o Brasil ainda teria ascensoristas, acendedores de lampião, carregadores de liteira e… datilógrafos.

Pensando bem…

tumblr_m9ffnrV95U1r1vzzeo2_500

Fonte: Estadão.

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários