Meio Bit » Games » Com Sonic Boom, franquia chega ao fundo do poço

Com Sonic Boom, franquia chega ao fundo do poço

Sega anuncia desempenho comercial no último trimestre e revela que o Sonic Boom foi o pior lançamento da história da franquia, vendendo menos de 500 mil cópias.

7 anos atrás

sonic

Para muitas pessoas, o fim da série Sonic aconteceu em 2006, quando um jogo que apareceu no Xbox 360 e PlayStation 3 mostrou o romance do ouriço com a humana princesa Elise, mas pelo menos em relação ao desempenho comercial, o título que realmente deve ter acendido o alerta lá na empresa japonesa é o Sonic Boom.

Lançado em novembro do ano passado apenas para Wii U e 3DS, o título causou uma estranheza inicial ao apresentar personagens com estilos visuais um tanto diferentes do que estávamos acostumados e com médias 32 e 47 no Metacritic, a desconfiança em relação ao game acabou sendo transformada em péssimas vendas.

De acordo com um comunicado emitido pela editora, as duas versões do jogo desenvolvido pela Sanzaru Games venderam apenas 490 mil cópias, número bem inferior que o do Sonic: Lost World, lançado no ano anterior e que registrou 710 mil cópias ou o Sonic Generations, que em 2011 vendeu 1,85 milhão de unidade, que por sua vez foi igual ao número registrado pelo Sonic Colors.

Diante destes números fica fácil perceber a decadência da franquia, com os capítulos vendendo sempre menos do que os anteriores, o que se torna ainda mais preocupante quando sabemos que o título que deu início à série e ajudou a transformar a Sega numa gigante, o Sonic the Hedgehog, vendeu 15 milhões de cópias.

Embora o Alien: Isolation tenha se saído bem, tendo vendido 1,76 milhão de cópias, Sonic Boom contribui para que a empresa tivesse uma queda de 93% do faturamento em relação ao mesmo trimestre do ano anterior, dando início a mais um período complicado por qual a Sega deverá passar, o que já havia ficado claro no final de janeiro, quando eles anunciaram medidas drásticas como a oferta de aposentadoria voluntária para 300 funcionários e a mudança de alguns dos seus escritórios.

Mas voltando ao principal mascote da companhia, gostei muito do que eles fizeram no Sonic Generations e mais ainda no Sonic & All Stars Racing Transformed, mas é inegável o quanto a franquia caiu nos últimos anos e ainda mais importante do que isso, como ela perdeu apelo junto à nova geração. Se perguntarmos a qualquer criança, ela ainda terá admiração pelo Mario, já pelo Sonic…

Enfim, é estranho lembrar do esforço que a Sega fez para transformar o ouriço azul no maior adversário do mascote da Nintendo e quando conseguiram o que parecia impossível, foram incapazes de manter o nível, me fazendo voltar a desejar algo que defendi lá em 2008.

Fonte: GamesBeat.

Leia mais sobre: , , , , .

relacionados


Comentários