Meio Bit » Indústria » Próximo smartwatch da ASUS não será um Android Wear

Próximo smartwatch da ASUS não será um Android Wear

Segundo informes ASUS pode abrir mão do Android Wear em seu próximo smartwatch para se focar na vida útil da bateria

5 anos e meio atrás

ASUS ZenWatch, o smartwatch da empresa taiwanesa que roda Android Wear

A ASUS entrou no mercado de smartwatches quando apresentou o ZenWatch na IFA 2014. Apesar de bonito e elegante, ele peca por algo que tem sido o calcanhar de Aquiles dessa categoria de gadgets: a bateria.

Convenhamos, um relógio de pulso que precisa ser carregado todas as noites não é lá algo muito legal — e pelo visto o Apple Watch irá pelo mesmo caminho — e pensando nisso a ASUS planeja focar na autonomia em seu próximo reloginho esperto, o que virá com um preço: ele não será um Android Wear.

A informação veio de um relatório publicado na manhã de ontem, revelando que a empresa de Taiwan trabalha num modelo de smartwatch que não vai rodar o sistema dedicado do Google. A iniciativa foi confirmada pelo CEO da ASUS Jerry Shen, que tranquilizou os mais afoitos: isso não quer dizer que o Android Wear será abandonado em prol de outro sistema:

Nossa principal preocupação no momento é com a economia de energia. (...) Vamos continuar a trabalhar com o Android Wear, e nós temos outro modelo (de smartwatch) que não é baseado no sistema e que possui uma bateria de longa duração.

Em uma ocasião anterior, o chairman da companhia Jonney Shih declarou que estavam desenvolvendo um aparelho que duraria pelo menos sete dias longe de qualquer fonte de energia, o que é um avanço e tanto se comparado com outros smartwatches (e ficando no mesmo nível do Pebble, com sua tela e-ink). Somando-se às declarações de Shen, o tal reloginho esperto econômico virá equipado com um chipset da MediaTek que ainda está sendo desenvolvido, voltado a atender a demanda por fazer mais com menos custo energético.

A ASUS está considerando opções. Ainda não pretende abandonar o Android Wear, já que o CEO afirmou que a segunda geração do ZenWatch rodará o sistema, embora ele seja lançado “antes de ocorrerem eventuais mudanças” (a previsão é que ele chegue às lojas no terceiro trimestre).

A maior preocupação da ASUS no momento é atrair o público, que não se mostra muito adepto à ideia de gastar uma boa grana com um gadget mais cosmético do que qualquer outra coisa. E nem o Apple Watch está conseguindo reverter essa percepção.

Fonte: CoA.

relacionados


Comentários