Meio Bit » Hardware » Irã destrói um porta-aviões americano (ok, não exatamente)

Irã destrói um porta-aviões americano (ok, não exatamente)

Dizem as matérias que o Irã destruiu um porta-aviões norte-americano, mas como o país não virou um enorme deserto de vidro, talvez não seja bem assim. O que eles destruíram foi uma réplica de madeira. Pior, se orgulharam disso!

7 anos atrás

B-s0_eTWsAAJlF1

Existe um termo em inglês que pode ser traduzido por “brandir espadas”. É o que a Melhor Coréia adora fazer. O Putin também, mas ele faz com método. Ultimamente as patrulhas de bombardeiros nucleares russos roçando as fronteiras da Inglaterra estão bem mais frequentes. Isso não é (só) provocação, é uma forma de determinar o tempo de reação e estado de prontidão das defesas inglesas. Já o Irã é só comédia mesmo.

Eles gastaram uma baba construindo isto:

Iranian-carrier

Exato, não é um porta-aviões, é uma réplica meio nas coxas, criada para ser alvo em um exercício de pura propaganda. Pelo visto o Irã se tocou que Photoshopar não está colando mais. Assim como Star Wars, vai depender menos de CGI e mais de efeitos práticos.

O resultado, admito, ficou bem legal. No vídeo vemos um míssil atingir a réplica, com direito à manobra final onde ele reduz drasticamente a altitude pra atingir o alvo abaixo da linha d'água. Também há um enxame de lanchas torpedeiras, lindamente alinhadas como em um desfile.

Em poucos minutos o símbolo máximo do poder imperialista estadunidense está em chamas. Obama e o Pentágono estariam apavorados com o poderio iraniano. Estariam, se os EUA fizessem porta-aviões de madeira e sem nenhuma arma de defesa. Veja o vídeo:

http://www.youtube.com/watch?v=9b657oR_tQUPit 10 — Break News!! Iran bombed the American battleships!! Иран бомбили американские линкоры

Agora veja como gente grande ataca um porta-aviões:

domantasrackovas — The Sum of All Fears (2002) - Aircraft Carrier is Attacked

Mesmo o cenário acima é irreal, 4 Backfires jamais chegariam perto o bastante para lançar mísseis, esses ataques são são viáveis com dezenas de aviões, mas se nem Hollywood liga pra realismo, que dirá o Irã.

O Mestre Bruce Lee certa vez disse: “Tábuas não contra-atacam”. O Irã botou fé nisso ao afundar um porta-aviões de madeira, e nem assim foram 100% bem-sucedidos. Neste vídeo aqui dá pra ver um dos mísseis errando o alvo e atingindo a água.

Ou seja: têm trabalho em afundar um porta-aviões com 70% do tamanho do original, feito de madeira, estacionário. Tenho certeza de que não é tão simples quando o seu alvo é feito de aço, desloca 100 mil toneladas, viaja a mais de 60 km/h e tem pra sua defesa:

1 — RIM-116 Rolling Airframe Missile

1280px-USS_New_Orleans_(LPD-18)_launches_RIM-116_missile_2013

2 — RIM-7 Sea Sparrow

1280px-RIM-7_Sea_Sparrow_-_ID_070813-N-4166B-041

3 — R2D2

ciws-o

4 — Um ou dois aviõezinhos

330913_US Aircraft Carrier

Se você acha que isso tudo, é bom lembrar do que o Irã esqueceu: porta-aviões são os alvos mais visados da guerra moderna, e por isso são os mais protegidos. Eles vivem dentro de uma bolha eletrônica de 400 km de raio, tudo é monitorado. Não só pelo Porta-Aviões mas pelo resto do Grupo.

Sim, Porta-Aviões sozinhos só em filme. Normalmente é mais parecido com isto:

000618-N-0147W-002

Em resumo: um teatrinho ridículo, sem propósito e que não mete medo em ninguém. Só não foi mais ridículo por causa da Argentina, que demonstrando sua total incapacidade de aceitar a realidade, emitiu uma nota de 50 pesos com a imagem das Falklands.

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários