Meio Bit » Mobile » Sony: Xperia Z4 superaquece sim, mas tá tudo bem…

Sony: Xperia Z4 superaquece sim, mas tá tudo bem…

Sony admite que o Xperia Z4 sofre de problemas de superaquecimento devido a presença do Snapdragon 810, mas garante que tudo está sob controle

5 anos atrás

xperia-z4

A Qualcomm não está tendo um 2015 fácil. O Snapdragon 810, seu SoC topo de linha foi preterido de uma leva de novos smartphones de ponta por problemas de superaquecimento. Presente no Xperia Z4 da Sony, no HTC One M9 e no LG G Flex 2, todos eles apresentaram problemas que o levaram a ou ser substituído pelo Snapdragon 808 (como é o caso do G4) ou perder para soluções dos próprios fabricantes (Galaxy S6).

O problema ocorre quando os quatro núcleos Cortex-A57 ultrapassam a frequência de 1,4 GHz, ou quando a GPU Adreno 430 entra em ação. O motivo teria sido a troca da tecnologia Krait pela arquitetura ARM de 64 bits, algo que a Qualcomm ainda não dominou 100% em SoC octa-core. O 808, que possui seis núcleos não sofre desse mal.

Como a LG negou que o G Flex 2 superaqueça e a HTC não se pronunciou sobre o problema, a Sony agora é mais recente alvo das críticas já que o Xperia Z4 chegou recentemente às lojas de alguns países. O site holandês GSMInfo realizou alguns testes e o problema está lá, o superaquecimento prejudica o uso do mesmo comprometendo a execução de apps e recursos nativos, como a câmera (isso porque os smartphones em geral já aquecem naturalmente quando filmam em 4K).

A Sony não gostou das críticas, e respondeu em nota confirmando que o aparelho sim esquenta demais, mas que isso deve ser visto como “algo normal”.

O Xperia Z4 é um dispositivo octa-core 64 bits de alta performance com tecnologias de câmera avançadas, e em alguns casos um superaquecimento pode fazer com que algumas funções deixem de funcionar. Ele também pode ser notado ao tocar o vido traseiro ao executar certos aplicativos. Isso é normal e não deve ser um motivo de preocupação.

Eu vejo que a Qualcomm pisou na bola e agora começa a pagar o pato, com os fabricantes preferindo ou utilizar o 808 (embora com uma performance inferior ele não transforma o smartphone num forno) ou migrando para a concorrência: a HTC já está namorando com a MediaTek por exemplo. A Samsung tem seus próprios chips Exynos. Isso pode obrigar a fabricante de SoCs a apressar os planos do Snapdragon 820, que promete trazer uma série de vantagens sobre a atual geração de smartphones. O grande problema é que a janela de 2015 já se fechou, a Samsung dificilmente irá adotá-lo no Galaxy Note 5 depois de ver que seus chips se saíram melhor que os da concorrente.

Quanto ao Z4, bem… embora a Sony diga que está tudo bem, lojistas japoneses estão colando avisos nos estandes alertando para o problema neste e em outros aparelhos equipados com o Snapdragon 810.

Fonte: GSMInfo (em holandês).

relacionados


Comentários