Meio Bit » Áudio e vídeo » Você não vai acreditar, mas vazou o piloto de Lúcifer

Você não vai acreditar, mas vazou o piloto de Lúcifer

Eu sei, é chocante, inacreditável, mas vazou o piloto de Lúcifer, que estreará no meio do ano que vem. Bem, só nos sobra resenhar a série…

6 anos atrás

lu

Lúcifer é uma criação de Neil Gaiman (a rigor, de Jeová), aparecendo em Sandman e depois ganhando revista própria, um excelente arco de 75 episódios que também eram ótimos para irritar cunhadas carolas e espantar crentes chatas panfletistas em ônibus.

A série produzida pela Fox se passa no universo do arco principal criado por Mike Carey dando continuidade à história de Gaiman, onde Lúcifer se cansou do Inferno, pediu as contas e foi pra Terra, onde é dono de uma boate, Lux, e pianista.

Agora, para incrível surpresa de todos hackers malvados (será a Melhor Coréia?) vazaram para as interwebs o piloto da série, que só começará a se exibida ano que vem. Bad, bad hackers.

Sério, está ficando vergonhoso isso. Custa soltar oficialmente o piloto? Ou é uma estratégia manjada tipo o Bart Simpson acorrentando o trampolim que Homer não conseguia vender assim ele seria roubado e o problema estaria resolvido?

vlcsnap-00010

Por sorte esse joguinho não afeta a série em si.

Lúcifer Estrela da Manhã é interpretado pelo excelente Tom Ellis, ator galês que acertou com seu sotaque dando o tom certinho de empáfia com toque de tédio que o Primeiro Entre Os Caídos merece.

Fazer um bom Diabo é complicado, há excelentes referências e a competição é feroz, Jack Nicholson mandou bem nas Bruxas de Eastwick, Al Pacino arrasou no Advogado do Diabo, DeNiro chutou bundas em Coração Satânico, Gabriel Byrne foi o melhor em Fim dos Dias e tem a Liz Hurley em Endiabrado

33943_1442095

No episódio piloto uma ex-cantora do Lux, que se tornou estrela pop com os conselhos de Lúcifer é assassinada nos braços dele por um traficante menor, a mando de alguém. Lu (olha a intimidade) resolve ir atrás para descobrir quem matou sua protegida.

O caso cai nas mãos da detetive Chloe Dancer, que a contragosto acaba trabalhando com Lúcifer. Ele a acha intrigante pois é imune a seus poderes, sua capacidade de fazer com que as pessoas externem seus desejos mais ocultos.

Os fãs dos quadrinhos aliás estão chilicando por causa disso. Lúcifer é, em teoria a segunda criatura mais poderosa do Universo, mas fora o detalhe de ser imortal ele não faz nada de especial no episódio. Como sempre os fãs lêem mas não compreendem. Tudo tem a ver com regras, Lúcifer está entediado e quer brincar entre os humanos, para isso ele tem que trabalhar no nível deles, digo, no nosso.

Do contrário qual a graça? Ele já começa em (sorry) God Mode, se trabalhar com onisciência, poder total sobre tempo e espaço, vai ficar entediado.

Ah sim, aporrinhando Lúcifer há Amenadiel, um anjo daqueles bem arrogantes, como definido pela excelente série cinematográfica The Prophecy, que enterrou de vez aquela idéia besta de anjos fofinhos e bonzinhos.

lucifer-pilot-angel

Outra que aparece, como barwoman do Lux é Mazikeen, uma das Filhas de Lilith, a primeira esposa de Adão. Ela não usa sua máscara característica, mas ainda é cedo para saber se a aparência demoníaca será revelada. Eu acredito que sim.

Não se sabe se Lúcifer se passa no mesmo Universo que a injustamente cancelada Constantine, e Arrow e Flash e Supergirl, mas seria bem legal se crossovers acontecessem, como na próxima temporada onde Constantine aparecerá para ajudar Oliver Queen.

Algo que me preocupou é que a série é muito barata, fora uma ou duas cenas com as asas do anjo, efeitos rápidos de maquiagem e uma transformação rápida nos olhos de Lúcifer em uma cena, não há grandes efeitos visuais. Corre o risco de Lúcifer se resumir ao clichê Last Action Hero de uma dupla de dois tiras, parceiros improváveis, uma ex-atriz de filmes B e o Senhor do Inferno, resolvendo crimes em Los Angeles.

Por outro lado pode ser muito, muito legal. Lúcifer odeia Hip Hop, despreza crianças, fuma e bebe. Já está rolando petição nos EUA para cancelarem a série, alegam que Lúcifer dará mau exemplo para as crianças, o que, se você pensar bem é algo deliciosamente hilário de se ouvir.

A mitologia de Lúcifer mesmo se mantendo apenas nos quadrinhos é imensa, a possibilidade de mais personagens do selo Vertigo aparecerem é tentadora.

Lúcifer é promíscuo, todas as mulheres (menos Chloe) são automaticamente tentadas a transar com ele. Em alguns momentos ele fica indignado quando Chloe atira no vilão, pois ele deveria ser punido e morrer apenas não era o suficiente. Essa aliás é uma velha questão filosófica: se o Diabo é mau, como ele pode punir quem pratica o mal? Em um momento ele questiona se é realmente mau ou apenas foi feito assim. Foi um momento bem Jessica Rabbit.

lauren_german_01

Chloe, do jeito que o diabo gosta.

O forte de Lúcifer é o texto, cheio de duplos-sentidos. A alegação de que ele está sendo transformado em um cara legal é errada. Lúcifer é o quintessencial anti-herói. Ele não é imoral, é amoral. Acima de tudo é um personagem de ficção, você pode sentir simpatia pelo Diabo.

Lúcifer estréia na mid-season de 2016, o piloto já está disponível na Locadora do Paulo Coelho.

LUCIFER | Official Trailer | FOX BROADCASTING

relacionados


Comentários