Meio Bit » Games » Um decote como vantagem tática? Em MGS V isso é possível

Um decote como vantagem tática? Em MGS V isso é possível

Konami começa a vender controversa roupa para personagens femininas do Metal Gear Solid V: The Phantom Pain em que o decote pode ser uma “vantagem tática”.

6 anos atrás

the-phantom-pain

A série Metal Gear Solid nunca teve muita vergonha de manter um pezinho na bizarrice ou de tratar suas personagens de forma bastante sexualizada. Com o Metal Gear Solid V: The Phantom Pain essa tendência foi mantida e embora alguns marmanjos tenham delirado com as roupas e poses provocantes da personagem Quiet, é difícil encontrar um contexto para tanta sensualidade.

Então, para mostrar que realmente não está muito preocupada em evitar mais uma guerra sobre a objetificação das mulheres nos jogos, a Konami lançou um DLC que muito provavelmente se tornará o alvo dos grupos que lutam contra essa maneira de chamar a atenção do público masculino.

Antes disponível apenas para a personagem Eva, o Jumpsuit é o macacão que pode ser visto na imagem acima e que só estará disponível para personagens femininas. Porém, o que tem aumentado a polêmica é que em sua página na Xbox Store é dito que “a área do tórax pode ser aberta para uma vantagem tática”. Como não comprei o conteúdo, não posso afirmar que tipo de ganho teríamos ao nos aventurarmos pelo jogo com parte dos seios à mostra, mas acho que não é difícil imaginar.

Agora falando sério, o que esta e as roupas The Boss's Sneaking Suit e Naked Snake's Sneaking Suit nos permitirão não é fazer com que os soldados inimigos fiquem hipnotizados pelo atributos físicos das personagens, mas ao serem utilizadas abertas elas farão com que a temperatura corporal diminua e assim os sensores de calor não detectarão quem as estiver usando. Vale citar que o protagonista do jogo também pode utilizar trajes capazes de proporcionar o mesmo efeito, mas estes estão bem longe de serem tão reveladores e podem ser ganhos apenas jogando.

Para piorar a situação da Konami, a empresa também lançou uma armadura para o cavalo que utilizamos nogame, talvez esquecendo o quanto a Bethesda foi criticada por fazer algo igual no The Elder Scrolls IV: Oblivion e anunciou a venda de um seguro para nossa base que nos protege no modo online do Metal Gear Solid V: The Phantom Pain, tudo mediante um pagamento com dinheiro real, é claro.

Se tal tentativa de lucrar um pouco mais com o jogo é válida ou não, acho que esta é uma discussão que talvez nunca cheguemos a uma conclusão, mas a verdade é que acredito que a Konami poderia ter evitado entrar nessa e tal DLC para as personagens é no mínimo desnecessário.

Fonte: Videogamer.

relacionados


Comentários