Meio Bit » Fotografia » Fotolog (sim, ainda existe) não quer apagar vergonhas do passado

Fotolog (sim, ainda existe) não quer apagar vergonhas do passado

Lembra do Fotolog? Ok, agora que determinamos que você é velho, a notícia: os usuários que ainda se lembram que ele existe descobriram que é quase impossível remover fotos e perfil, e que o suporte simplesmente não existe. Todos os micos do passado continuarão lá…

6 anos atrás

fotolog

Muito, muito tempo atrás em uma festa lá em casa a menina que eu estava de olho ficou com um amigo meu. Eu tomei 3 copos gigantes do McDonald's de vinho quente, e só acordei no dia seguinte. Me contaram que eu fiz uma declaração de amor para uma outra amiga, no meio do salão, e que foi algo tão especial que a menina chegou a chorar.

Isso foi assunto por um ou dois dias, mas rapidamente foi esquecido. Não havia internet ou redes sociais, celulares nem existiam, que dirá celulares com câmera. Máquinas fotográficas? Só filme, ninguém levaria para uma festa de adolescentes.

A garotada hoje não tem essa tranquilidade, todas as besteiras que você fizer estarão para sempre preservadas. Muita gente com 40 anos descobrirá googlando o próprio nome como foi idiota aos 14.

Pior, nem sempre dá para fazer aquela limpeza básica. É o caso do Fotolog, aquele site que virou mania no começo dos Anos 2000, e que como quase todos os outros foi destruído pela invasão dos gafanhotos brasileiros. As pessoas estão descobrindo que assim como xixi da piscina não dá para remover fotos do Fotolog.

O buraco aliás é até mais embaixo. Nesta excelente matéria da BBC contam como quem esqueceu e-mails de cadastro e usernames não tem qualquer suporte, e descrevem a saga para descobrir até quem é o dono do Fotolog.

O mais impressionante, fora o fato de o Fotolog ainda existir é que alguns usuários ainda são ativos.

Fonte: BBC do Brasil.

P.S.: antes que perguntem o que aconteceu com a menina da declaração, no dia seguinte ela veio falar comigo, eu falei pra não levar a sério o que eu falei, eu estava bêbado. Depois desse dia nunca mais falou comigo.

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários