Meio Bit » Engenharia » DETRAN da Califórnia basicamente quer matar o carro do Google

DETRAN da Califórnia basicamente quer matar o carro do Google

Aquele “carro” do Google está enfrentando seu maior obstáculo: a burocracia estatal. O DETRAN da Califórnia está propondo uma regulamentação que pode matar o projeto: querem que todo carro autônomo tenha controles manuais E que seja conduzido por um motorista habilitado. Será que o Google vai deixar por isso mesmo?

5 anos atrás

3280708482_903a0caed2

Se a proposta fosse exterminar o carro em si, palmas pra eles, aquela abominação, que parece um peitinho é uma afronta a qualquer um que tenha um mínimo de apreço por carros, mas o conceito em si é bem interessante.

Um carro que se locomova sozinho é uma revolução muito bem-vinda, os usos são inúmeros. Idosos, deficientes, crianças, bêbados, todos nos beneficiamos com um carro onde a gente entre, se jogue no banco de trás, diga “Kitt, vamos pra casa” e só acorde na garagem.

São as vantagens do transporte público mais as vantagens do veículo próprio. Mesmo nessa fase inicial de testes, com o “carro” do Google rodando mais de 2 milhões de quilômetros em vias públicas e tiveram 15 acidentes no total, todos por culpa de terceiros. Em geral gente curiosa que acabava encestando o carrinho sem-querer.

tesla-autopilot-2

“Look ma, no hands!”

Ignorando tudo isso o DETRAN da Califórnia, que havia liberado as vias públicas para testes de carros autônomos voltou atrás e está propondo uma regulamentação que é um (ok, uns 500) passo atrás. A idéia é que todo carro autônomo seja obrigado a ter controles, como volantes e pedais, para repassar o comando a um humano em caso de emergência.

Isso implica que o humano em questão precisa estar habilitado.

Parabéns, temos um acessório de luxo como o piloto automático dos Teslas, um conforto e nada mais. Todas as vantagens desaparecem, parece coisa de brasileiro, que instala cancelas automáticas nos estacionamentos e imediatamente coloca um corno parado do lado da cancela para pegar o bilhete dos motoristas e enfiar na máquina.

A mentalidade burocrática é uma constante universal, e burocratas, como todo Vogon, odeiam mudanças. A proposta do DETRAN deles é mudar sem mexer em nada, alterando ao mínimo o status quo.

johnny-cab

A justificativa das autoridades é a mesma de sempre, para sua segurança. Só que os dados do Google desmentem isso. O número de acidentes é baixíssimo, e nos testes de outras organizações a capacidade do motorista assumir o controle se mostrou um mito. Em um deles os motoristas levaram entre 5 e 8 segundos para assumir o controle quando os alarmes soaram. Em outro teste alguns participantes demoraram 17 segundos para reagir aos alertas e tomar o volante.

17 segundos é tempo demais pra reagir mesmo com o Rubinho vindo em sua direção na contramão.

Ou seja: a medica é inócua, é uma solução para um problema que não existe e vai empacar o desenvolvimento da tecnologia. Por sorte o Google não é exatamente uma quitanda. Já começaram o contra-ataque. Chris Urmson, chefe do projeto do carro autônomo deles soltou um textão no Medium detonando a proposta da Califórnia.

Muito provavelmente o bando de lobbystas que o Google guarda no porão será convocado e vão resolver tudo amigavelmente, mas é assustador ver o quanto de gente retrógrada ocupa posições de poder, mesmo em Estados progressistas como a Califórnia.

Fonte: The Next Web.

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários