Meio Bit » Hardware » O Segundo Verão da Lata — cortesia da HP

O Segundo Verão da Lata — cortesia da HP

Lembra quando o pessoal começou a achar latas de maconha nas praias do Rio e SP? Agora estão achando coisa muito mais valiosa: cartuchos de impressora.

5 anos atrás

Rena7

Em 1987 começaram a aparecer no litoral do Rio e de São Paulo umas latinhas bem suspeitas. Cada uma tinha 1,5 kg da mais pura refinada e bobmarleyante maconha australiana. Eram parte de uma carga de 22 toneladas que um barco, Solana Star havia jogado ao mar, quando souberam que a Marinha Brasileira estaria ciente de sua posição. A muamba (pra usar o eufemismo dos filmes da época) era destinada aos EUA.

Os consumidores elogiaram muito a qualidade do material, que para desespero dos fornecedores locais não parava de aparecer nas praias. Crianças brincavam de achar latas, surfistas agradeciam de joelhos o presente de Netuno. Foi o chamado Verão da Lata.

Agora algo mais raro preciso e valioso está aparecendo em praias inglesas, tudo graças a um problema mundial: extravio de containers. Existem 120 milhões de containers usados em transporte de carga, todo ano alguns se perdem seja por naufrágios, seja por tempestades em alto-mar. Sim, containers são presos mas não há cabo que segure um container de 30 toneladas quando ele começa a se mover.

As perdas variam, mas entre 2011 e 2013 a média anual foi de 2.683 containers perdidos. A maioria vai pro fundo do mar, e dependendo da profundidade a velocidade do impacto os destrói, abrindo as portas deixando a carga escapar. Veja como é sinistro:

MBARI — Lost at sea: Ecological assessment around a sunken shipping container

Uma dessas cargas, perdida numa tempestade no Atlântico ano passado foi um lote de cartuchos de impressora. Infelizmente esse tempo todo na água dissolveu as embalagens de papel, os cartuchos estão chegando nas praias da Inglaterra, Irlanda, França e Portugal já danificados.

Curiosamente estão chegando junto com macaquinhos (não a performance artística — pelo amor de tudo que é sagrado, não clique) de plástico, esses de origem desconhecida.

gorilla-phil-640x640

A HP já reservou verba para recolher os cartuchos que as pessoas acharem, mas avisou que sua tinta não é tóxica, é solúvel em água e não fará mal aos bichinhos. Bem, sendo realistas mesmo que a tinta fosse cianureto puro, a quantidade de tinta em um ou dois containers de cartuchos deve dar pra encher uma tampa de Coca-Cola.

Fonte: Mashable.

Leia mais sobre: , , , , .

relacionados


Comentários