Meio Bit » Games » Irã liberta game designer que havia sido condenado à morte

Irã liberta game designer que havia sido condenado à morte

Após chegar a ser condenado à morte, o game designer Amir Hekmati foi libertado junto com outros três americanos que estavam no Irã.

6 anos atrás

Amir-Hekmati

No início de 2012 ficamos sabendo da história de Amir Hekmati, um ex-fuzileiro naval dos Estados Unidos que durante uma viagem ao Irã acabou sendo preso e acusado de espionagem. Embora a sentença inicial tenha sido a pena de morte, depois as autoridades locais a reduziram para “apenas” 10 anos de reclusão.

O caso provavelmente passaria despercebido pela maioria das pessoas, mas o que chamou a atenção foi que naquela ocasião o descendente de iranianos que teria ido a aquele país pra visitar seus avós era funcionário da Kuma Reality Games, empresa que tinha sido contratada pelo Departamento de Defesa norte-americano para criar um game que ajudasse os soldados a aprenderem outra língua e a notícia logo se espalhou pela mídia.

Quatro anos depois, eis que chega informação de que Hekmati foi libertado junto com o pastor Saeed Abedini, o empresário Siamak Namazi e Jason Rezaian, um repórter do The Washington Post. Conforme observou um artigo publicado pelo The New York Times, não parece ser coincidência os quatro terem, sido soltos justamente após o fim das sanções impostas ao Irã devido o projeto nuclear que o país mantinha.

Embora ele tenha admitido ser um espião perante a corte iraniana, a família de Hekmati sempre defendeu que a declaração foi feita sob ameaças e devido ao passado militar do game designer e a ligação do seu empregador na época com o governo, não chego a achar um absurdo um país que considera os Estados Unidos como inimigo acreditar que o sujeito estava por lá para espionar tudo e todos.

Talvez nunca saibamos ao certo quais eram as reais intenções do rapaz ao visitar o local, mas o certo é que agora ele deve ter muitas histórias para contar e nem ficarei surpreso se cedo ou tarde a “aventura” acabar sendo transformada num filme. De qualquer forma, desconfio que Amir Hekmati nunca mais aceitará convites para ir à casa de parentes.

Fonte: Gamespot.

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários