Meio Bit » Fotografia » Panasonic CM10 — um smartphone sem o phone?

Panasonic CM10 — um smartphone sem o phone?

Panasonic lança sua primeira smartcamera. Funcionalidades de um smartphone, mas sem chamadas de voz.

4 anos e meio atrás

panasonic_cm10

Em setembro de 2014 a Panasonic fez algo que parecia o caminho lógico. Lançou o Lumix CM1, um smartphone com uma câmera de verdade integrada. Ele rodava Android 4.4, tinha poder de processamento muito bacana e era equipado com uma lente Leica fixa de 28 mm com abertura f/2,8 e um sensor fotográfico com tamanho de 1 polegada. Sim, uma união entre o mundo conectado dos smartphones e uma câmera minimamente utilizável.

Agora a Panasonic resolveu lançar um sucessor para o equipamento. O CM10 chega ao mercado com um design muito parecido com o seu antecessor, mas com uma novidade muito interessante. A Panasonic resolveu limar o telefone do equipamento. Isso mesmo, nada de fazer ou receber chamadas de voz. Ele mantém todas as outras características de um smartphone, menos as chamadas.

Ou seja, você tem um aparelho com tela de 4,7 polegadas rodando Android 5.0 com entrada para um cartão SIM e que vai desfrutar de SMS e todos os outros confortos de um smartphone trabalhando com plano de dados ou conexão Wi-Fi. Só não vai poder fazer chamadas de voz. Isso leva a Panasonic a classificar o aparelho apenas como smartcamera. Eu acho justo.

O sensor fotográfico continua tento 1 polegada de tamanho com 20,1 megapixels de resolução máxima. Continuamos também com a lente Leica de 28 mm fixa com abertura de diafragma máxima em f/2,8. A câmera possui zoom digital de 4×, sensibilidade ISO máxima de 25.600 (expandido), pode fazer fotos em RAW e grava vídeos em 4K com 15 fotogramas por segundo. Características interessantes para uma câmera tão pequena.

Infelizmente a Panasonic vai oferecer o brinquedinho apenas no Japão onde será vendido com um plano 3 GB de dados e velocidade de 150 MB/s (US$ 12,50 por mês). O próprio aparelho deve ser vendido por algo em torno de US$ 850,00. Pena. Um conforto apenas para quem vive no primeiro mundo.

Fonte: Dpreview.

Leia mais sobre: , , , , .

relacionados


Comentários