Meio Bit » Áudio e vídeo » Resenha: Legends of Tomorrow — é tipo o MCU, mas da DC, na TV

Resenha: Legends of Tomorrow — é tipo o MCU, mas da DC, na TV

Legends of Tomorrow, a nova série da DC/CW chegou ontem. Nós vimos o primeiro episódio, e é tudo que quem ama gibis adora. Tem humor, aventuras épicas, viagem no tempo, gente chutando bundas e supers de verdade. É uma profunda discussão sobre a condição humana? Não, não, é um gibi filmado feito para divertir. Quem não entender isso, só lamento, mas há uma diferença entre biblioteca e banca de jornal.

6 anos atrás

Legends

Apesar de ter os personagens mais icônicos do mundo dos super-heróis a DC nunca se deu muito bem no cinema, com exceções pontuais como Superman I e Batman, mas na TV ela mal ou bem se mantinha, embora tímida. Lois & Clarke era uma ótima comédia de casal com eventual participação do Superman, e Smallville teve momentos épicos depois que desistiu de ser Barrados no Baile vs Monstro da Semana.

SPOILERS

Mesmo assim havia quase uma vergonha de se assumir como super-herói, a ameaça do colant amarelo do Bryan Singer rondava as propostas de pilotos. Tudo tinha que ser sério, preto, escuro, sinistro. Heróis, atormentados, e assim foi Arrow, por um bom tempo.

Aos poucos o personagem foi mudando, e a DC viu que isso era bom. O spin-off resultante, Flash, é nas palavras de Kevin Smith a primeira série verdadeira de super-heróis. Eles se assumem que são um gibi, a ponto de homenagearem na série e no cartaz uma das capas clássicas do Flash:

Flash_S2_JG_1st_Look_55ca5cfb171a93.77650546

Não há mais aquela paranóia de manter tudo “realista”, tudo explicadinho e reduzido a proporções aceitáveis. Na DC da TV Galactus não seria uma nuvem. Na DC da TV, mesmo em Arrow, a história que começou com um playboy de arco-e-flecha matando capangas de políticos corruptos, hoje tem Ra's Al Ghul, o Poço de Lázaro e participação de John Constantine.

Flash da TV tem Nuclear, tem Gorila Grodd, tem o Tubarão-Rei!

king

Aos poucos uma galeria de super-heróis e vilões foi sendo formada nas duas séries, e a resposta positiva ao formato leve de Flash mostrou que mesmo em tempos cínicos e cinzentos onde todo mundo diz adorar heróis atormentados e discussões profundas sobre a condição humana, há bastante público para histórias de gente que veste a cueca por cima da calça e bate em caras maus.

Aproveitando esse filão surgiu Lendas do Amanhã, a 3ª série da DC no canal CW, O Canal de Gente Bonita™

Lendas é uma mega saga, é uma ousadia, é uma história de super-equipe sem desculpas, sem Origens. É um gibi que a gente começa pelo número 35, não é um Vingadores, onde a Grande Batalha só acontece nos últimos 15 minutos.


manual de herois — Lendas do amanhã série trailer legendado

A premissa da série: Rip Hunter, um Time Lord (chupa Dr Who, seu companion foi promovido) recruta os maiores heróis da Terra para tenta deter Vandal Savage, um supervilão imortal que tenta dominar o mundo deste o Antigo Egito. No grupo de heróis temos:

1 — Átomo

routh-atom

Ray Palmer é um cientista, inventor, gênio, playboy, filantropo que combate o crime com uma armadura high-tech de sua invenção, mas como é gente boa todo mundo finge que não é quase um Homem de Ferro. Palmer está em crise existencial e quer fazer diferença no mundo. De todos ele é o único que genuinamente quer ser um herói. Em alguns momentos chega a ser ingênuo.

2 — Canário Branco, digo, Encardido

vlcsnap-00002

Sara Lance era a Canário Negro em Arrow, aí morreu, aí a irmã assumiu a identidade, aí ela foi ressuscitada no Poço de Lázaro, aí Constantine ajudou a recuperar a alma, aí ela foi recrutada por Rip Hunter e virou a Canário Branco, mas está mais pra Canário Encardido. Exímia lutadora, também tem um emissor de ultrassons para justificar o codinome. Ela é bissexual, ou talvez lésbica, mas não resistiu aos encantos de Oliver Queen.

3 — Hawkgirl e Hawkman

HM_HG_v01_r02a_55f2615b7da9d0.86161554

A origem dos personagens na série do Flash é bem mais próxima da versão clássica de 1940, com algumas adaptações. A princesa Chay-Ara e o Príncipe Khufu eram apaixonados mas o malvado sacerdote Hath-Set queria a princesa. Ele mata os dois mas Chay-Ara pede proteção ao deus Horus, que os une para toda a eternidade. Ou os três são expostos a um meteoro de Matéria Escura. Chay-Ara e Khufu entram em um ciclo sem fim de morte e reencarnação, cada vida destinados a se encontrar e viverem felizes. Hath-Set se torna Vandal Savage, e descobre que se matar os dois, renova sua imortalidade. Coisa que ele tem feito nos últimos 4 mil anos.

4 — Nuclear

img20151217_095501

Criado pela União de Seus Poderes o Capitão Plane-ops, não, esse é outro. Em Flash o Nuclear participou do final da 1ª temporada, quando ainda era formado pelo Professor Stein e Ronnie Raymond, mas o ator não quis participar de Lendas, então foi substituído por Jefferson Jackson, um mecânico de 20 anos, frustrado por ter sofrido uma lesão durante a explosão nos Laboratórios Star (que deu os poderes a todo mundo no Flashverso) e perdido a chance de conseguir uma bolsa para fazer faculdade. Jefferson é tudo menos heróico, não é a dele.

5 — Onda Térmica e Capitão Frio

flash-heatwave-captain-cold

Os dois são os personagens mais “realistas”. Ladrões, assassinos e escória da pior espécie, não são gênios incompreendidos, suas armas são roubadas, seu interesse é apenas financeiro. Querem roubar em épocas sem exames de DNA, câmeras de segurança e outros inconvenientes. Quando decidem ficar na nave e ajudar a deter Vandal Savage, a justificativa do Onda Térmica é eu gosto de matar gente. São criminosos de terceiro escalão.

6 — Rip Hunter

É um dos Mestres do Tempo, um grupo que patrulha a linha temporal corrigindo eventuais falhas e ameaças. Hunter tem uma crononave pilotada por um holograma, que não se parece com o Dean Stockwell. Hunter decide recrutar os heróis, explicando que em 2166 o mundo está destruído, sob a bota implacável de Vandal Savage. Ele viu homens de aço morrerem, cavaleiros das trevas caírem e agora quer mudar isso.

Os heróis e vilões escolhidos não são apenas heróis, em 2166 eles são verdadeiras lendas. Por isso estão ali.

Agora a parte boa: não é bem assim que a banda toca, e esse time está longe de ser os Superamigos.

O Professor Stein tem um sério problema: está ficando velho, não sabe mais quanto tempo tem pela frente, ele quer aventura, quer conhecer mais. Jefferson não, e rejeita o convite de Hunter. O Professor então aplica um belo Boa-Noite Cinderela em sua cara-metade (incrivelmente não há nada gay nisso) e Jefferson só acorda na nave.

DC's Legends of Tomorrow -- "Pilot, Part 1" -- Image LGN101d_0496b -- Pictured (L-R): Franz Drameh as Jefferson "Jax" Jackson, Victor Garber as Professor Martin Stein and Brandon Routh as Ray Palmer/Atom -- Photo: Jeff Weddell/The CW -- © 2015 The CW Network, LLC. All Rights Reserved.

A Canário Branco sofre de uma sede de sangue insaciável, ela precisa matar para se manter sã, Rip Hunter sabe disso. Onda Térmica e Capitão Frio são moralmente indiferentes, não ficam elucubrando as consequências de seus atos. São metralhadoras giratórias e excelentes pros trabalhos sujos.

Átomo tem um grande complexo de inferioridade e é facilmente manipulável. Hawkgirl e Hawkman vivem brigando.

O primeiro vilão que encontram não é um vilão, é um caçador de recompensas. Mandado pelo Conselho dos Senhores do Tempo. Rip Hunter na verdade roubou a crononave e está caçando Vandal Savage por conta própria, contra a decisão do Conselho. Seus motivos são mais egoístas também, Savage matou sua esposa e filho.

Melhor ainda: ele confessa que as Lendas do Amanhã não são lendas de nada. Eles foram escolhidos por serem os supers mais irrelevantes, dispensáveis e insignificantes para a Linha do Tempo. A morte deles não afetará em absolutamente o Futuro.

É com esse climão que termina o primeiro episódio, e por mais que os heróis tenham feito o discurso de fazemos nosso próprio destino nenhum comprou muito a idéia, mas decidem ficar com Rip Hunter, ainda é melhor do que voltar pra casa com certeza de que nunca serão nada na vida. Quanto aos dois vilões, bem… nunca pensaram mesmo em virar lendas, só querem fazer uns ganhos.

Lendas não é uma família feliz, mas também não é um drama familiar. Quanto ao casal-gavião, a DR deles é resolvida na porrada.

vlcsnap-00003

Legends of Tomorrow tem tudo pra ser uma série leve, divertida e quadrinhesca, sem nenhuma vergonha disso. É divertida, exagerada, não perde tempo se explicando. Tem gente ruim, que em geral são os melhores personagens e seu horizonte envolve todo o Universo DC, passado presente e futuro. As possibilidades são infinitas.

Só não dará certo se no meio decidirem se levar a sério.

Cotação: 3,5 Lordes Mangá Khan

manga1

relacionados


Comentários