Meio Bit » Internet » Twitter “Gold” exibe menos ads (ou nenhum) para usuários VIP

Twitter “Gold” exibe menos ads (ou nenhum) para usuários VIP

Tudo pelo engajamento: em busca de comprometimento Twitter exibe menos ads (ou nenhum, dependendo da pessoa) na timeline de usuários VIP

5 anos atrás

twitter

Como o Twitter ganha dinheiro? Essa é uma pergunta que muita gente se faz, inclusive seus acionistas. O atual modelo de monetização da rede é de exibir posts patrocinados aos usuários, algo que bem sabemos não é lá muito lucrativo. Quem investe na rede social está de olho nos dados veiculados, algo que vale muito mas é preciso alguém para quebrar o código.

Só que nem todos vêem os anúncios em suas timelines. Se as fontes estiverem corretas usuários valiosos para o Twitter têm tratamento diferenciado.

Segundo fontes o Twitter fez algumas mudanças nos últimos meses de modo a conseguir maior engajamento de usuários considerados influentes, os ditos VIPs da rede social. A fim de não chateá-los e estimulá-los a continuarem engajados com o serviço suas timelines exibiriam bem menos anúncios do que as dos demais mortais. Alguns verdadeiramente valiosos para o Twitter gozariam inclusive de uma experiência completamente sem ads.

Parece estranho e contraproducente, mas esse movimento é compatível com a visão do CEO Jack Dorsey de promover a plataforma e aumentar seu alcance, e não de priorizar o lucro. É algo que preocupa acionistas mas faz sentido para o formato de negócios do Twitter: conseguir que usuários VIP se engagem e promovam campanhas para atrair mais e mais usuários, esses sim adicionais ao volume de exibição de ads.

Os critérios para a escolha dos usuários contemplados variam, indo de volume de mensagens a alcance. Basicamente não adianta nada ser famoso, ter conta verificada e não possuir muitos seguidores ou ficar calado a maior parte do tempo, vai continuar vendo anúncios do mesmo jeito.

O Twitter não confirmou os rumores, apenas disse que “fazem ajustes constantes” na rede social, o que não quer dizer muita coisa.

Fonte: re/code.

Leia mais sobre: , , , , , .

relacionados


Comentários