Meio Bit » Hardware e periféricos » Mattel e Autodesk transformam impressão 3D em brincadeira de criança

Mattel e Autodesk transformam impressão 3D em brincadeira de criança

Mattel e Autodesk lançam a ThingMaker, impressora 3D de US$ 300 que permite às crianças fazerem seus próprios brinquedos, mas que pode ir bem além

4 anos atrás

mattel-autodesk-thingmaker

Lembra quando há muito tempo atrás (uns cinco anos) a impressão 3D era algo ainda proibitivo, os custos do equipamento e dos insumos eram altos, limitando e muito o acesso dos reles mortais a elas?

Esquece, isso é passado remoto. O tempo passou, a tecnologia evoluiu e hoje as impressoras são suficientemente baratas para qualquer um com um orçamento razoavelmente folgado ter uma em casa. Só que ninguém contava que os custos de produção estavam tão amortizados a ponto da Mattel transformar a tecnologia em um brinquedo; educativo, mas ainda assim um brinquedo — e que pode ser muito mais do que a empresa planejou.

Antes um pouco de história: a Mattel possuía nos anos 1960 um kit chamado ThingMaker (também conhecido como Creepy Crawlers, o set mais famoso por contar com moldes de bichos escrotos para assustar os outros), que consistia em uma série de moldes para a confecção de brinquedos. Ele vinha com os modelos, os insumos em várias cores e um forninho que a Giovanna não precisava segurar, que aquecia o molde e solidificava a peça. Ele foi sensação entre as crianças da época e até hoje o brinquedo é comercializado por outras companhias, embora não seja mais tão popular.

XmasFLIX — Mattel Creepy Crawlers Thing-Maker (1964) Vintage Toy

Aogra, com a impressão 3D bombando e a amortização dos componentes, a Mattel julgou ser este um ótimo momento para reviver a marca ThingMaker, que volta como um impressora voltada para os pequenos. O projeto é uma parceria com a Autodesk, e juntas criarão um ecossistema completo: através do app ThingMaker Design para iOS e Android as crianças poderão selecionar diversos modelos de peças, que são então jogados para a impressora; a ThingMaker 3D então produz as peças em lote para facilitar a confecção de brinquedos articulados e outros itens menores.

Os insumos são filamentos de PLA, que hoje em dia são fáceis de se conseguir. Claro, como a ThingMaker 3D é voltada para crianças a partir de 13 anos o equipamento é blindado, abrindo a tampa apenas com a peça já pronta.

FamilyGamerTV — ThingMaker Hands-On 3D Printing from Mattel

Mas o mais legal dessa história é que o app permite que o usuário crie suas próprias peças, bastando ser criativo. Dada a possibilidade esta foi a primeira coisa que me veio à cabeça:

3d-printer-prosthetic-hand

Sim, graças às possibilidades pessoas com criatividade poderão criar próteses baratas para pessoas que precisem por preços ainda menores que os já praticados, principalmente devido o preço para lá de camarada da ThingMaker 3D: ridículos 299 dólares. Sem querer a Mattel e Autodesk viabilizaram toda a impressão 3D popular, desde que a impressora permita que se produzam peças grandes o bastante para projetos do tipo. Eu acredito ser o caso, o que é excelente para todos.

Fonte: PR Newswire.

relacionados


Comentários