Meio Bit » Games » Miscelâneas » Mistura de ficção com terror teria prejudicado o SOMA

Mistura de ficção com terror teria prejudicado o SOMA

Estúdio lamenta as apenas 250 mil cópias vendidas do SOMA e diz acreditar que as pessoas não gostaram da mistura de ficção científica com terror.

4 anos atrás

soma

Criadores do espetacular e aterrorizante Amnesia: The Dark Descent, a Frictional Games pode se orgulhar por ser uma das principais responsáveis por resgatar o gênero Survival Horror e por isso era de se imaginar que qualquer coisa que o estúdio fizesse atrairia muitos compradores. Porém, não foi isso o que eles descobriram com a sua última criação, o excelente SOMA.

lançado em setembro de 2015 para PC e PlayStation 4, o jogo nos coloca para explorar uma estação de pesquisa subaquática e ao chegarmos misteriosamente no local logo descobriremos que não estamos sozinhos. Embora eu não tenha terminado sua campanha, o pouco que joguei me impressionou pela fantástica atmosfera que foi criada para o game, assim como o medo constante que paira pelos corredores, afinal não teremos armas para nos defender dos perigos.

Particularmente sempre achei que essa mistura daria muito certo, com as pessoas adorando se borrar em um ambiente de ficção científica, mas em um texto onde eles falam sobre as 250 mil cópias vendidas do SOMA, o pessoal da Frictional diz acreditar que foi justamente essa mistura que afastou os jogadores.

Segundo eles, as vendas caíram muito depois de terem atingido a marca de 30 mil unidades e a especulação é de que aqueles que procuravam apenas uma experiência assustadora acharam o game muito sci-fi e os que estavam interessados justamente nessa temática o consideraram muito assustador.

Particularmente não vejo muita ligação entre as coisas, afinal o Alien: Isolation teve um desempenho bem melhor — embora pese ao seu favor a marca poderosíssima por trás — e desconfio que na verdade o problema tenha sido justamente a concorrência e o não-ineditismo que tiveram com o Amnesia, título este lançado numa época em que não tínhamos nada parecido.

De qualquer forma, o pior nisso tudo é sabermos que além de não ter tido um desempenho comercial espetacular, o SOMA ainda teria canibalizado as vendas dos outros jogos da desenvolvedora, o que eles não esperavam por se tratar de obras com ambientações tão diferentes.

Com isso, a ideia deles agora é diferenciar um pouco os jogos que desenvolvem, inclusive trabalhando em dois deles ao mesmo tempo e assim evitando ter que apostar tudo em apenas uma futura fonte de renda. Ou seja, podemos esperar mudanças significativas nos títulos que a Frictional Games produzirá daqui para frente.

relacionados


Comentários