Meio Bit » Filmes e séries » The Boys vai virar série e isso é muito errado

The Boys vai virar série e isso é muito errado

Seth Rogen e Evan Goldberg se associaram com ninguém menos que Eric Kripke para adaptar The Boys, do demente pervertido Garth Ennis. É uma série de super-heróis que vai contra tudo que aprendemos no inocente Universo Marvel.

5 anos atrás

1223418-42

Você não deveria ler The Boys, do demente pervertido Garth Ennis. Essa série vai contra tudo que aprendemos no Universo Marvel. Se lá Grandes Poderes trazem Grandes Responsabilidades no universo de The Boys vale a regra do Mundo Real: o Poder Corrompe e o Poder Absoluto Corrompe Absolutamente.

Qual foi a última vez que você se preocupou com uma formiga? Não no café da manhã, convenientemente brincando com ela e tirando cuidadosamente do açúcar. Digo no dia-a-dia. Quantas você mata andando pela rua? Quantas coceiras súbitas não eram inocentes formiguinhas andando em seu braço, apenas para serem destroçadas por suas unhas?

Imagine um mundo com seres com poderes dignos do Super-Homem. Quanto tempo eles levarão para ver as pessoas normais como formigas? Esse é o universo de The Boys, onde a grande máquina de propaganda das corporações que controlam (em parte) os heróis são as histórias em quadrinhos, vendendo versões romanceadas e sanitizadas de suas aventuras.

Na prática eles são tão doentes perturbados e sexualmente confusos como qualquer um que use a cueca por cima da calça, e isso aparece no número 2 da revista, quando Annie January, a jovem cristã loirinha e inocente heroína do interior chamada Starlight é convidada para se juntar aos Sete, a versão-Ennis da Liga da Justiça.

Annie imediatamente é colocada a par da realidade pelo Homelander, o super mais poderoso. Ele explica que para entrar na equipe ela terá que botar mãos à obra, e por mãos eu digo boca e por obra quero dizer job.

tumblr_mpbwzd3Bzf1rww1jjo1_1280

Mostrando que ninguém é moralmente puro no Universo de Garth Ennis, digamos que Annie passa com louvor no teste. Mais tarde em sua identidade secreta ela se envolve com Hughie, um novato em um grupo renegado que vigia e planeja expor os “heróis”, eles mesmos dotados de superpoderes.

The Boys é uma orgia de depravação, referências a heróis de outras editoras, conspirações governamentais e críticas ao maniqueísmo dos quadrinhos convencionais. É brilhante, é divertido, é horrendo (Homelander devora bebês vivos) é errado e é excelente.

Em The Boys isto acontece. Qual o motivo? fuck you o motivo, ele tem poderes quase divinos e faz o que quiser.

Agora isso vai virar série. Nas mãos de Seth Rogen e Evan Goldberg, que depois do piloto elogiadíssimo de Preacher estão comprando Coca com casco de Pepsi e passando a mão na bunda da Roberta, recepcionista do Edifício Baxter (só para fazer uma referência ao outro post).

Eles se associaram com ninguém menos que Eric Kripke, criador de Supernatural e estão desenvolvendo uma série para o Cinemax adaptando The Boys. Eu realmente não sei se o mundo está preparado para isso. Lúcifer deu certo (acabou de ser renovada) por ser uma versão light, bem light do personagem, ela se segura em uma história longa e um ator muito carismático. The Boys não pode se dar a esse luxo, ou vira Superamigos.

A única certeza é que o Tumblr vai ter um treco quando descobrir que estão produzindo uma série onde uma vez por anos os heróis — os heróis — fazem um retiro chamado… Herogasm.

Fonte: tuinto do Eric Costa

relacionados


Comentários