Meio Bit » Filmes e séries » Rapidinhas no Cinema: Alien vs. Prometheus e fãs de Star Wars querem o UE de volta

Rapidinhas no Cinema: Alien vs. Prometheus e fãs de Star Wars querem o UE de volta

Notícias rápidas de cinema: fãs de Star Wars querem a volta do Universo Expandido e Alien de Blomkamp estaria garantido após o novo de Ridley Scott

4 anos atrás

mara-jade

Fãs são criaturas chatas, e a Disney mexeu com nitroglicerina quando resolveu fazer profundas alterações no lore da franquia Star Wars. Desde 2014, quando decidiu tornar todo o gigantesco Universo Expandido em material não canônico muita gente chiou, mas aceitou. Só que a empresa do rato não pretende mais investir seus esforços para contar mais histórias daquele universo agora alternativo, e isso está irritando muita gente.

Precisamos entender antes de mais nada é que a Disney é uma empresa, e como todas elas ela visa o lucro, nada além disso. A aquisição da Lucasfilm se deu principalmente na possibilidade de fazer muito, mas muito dinheiro com marcas que todos amam mas havia um problema: como explorar? Em quase 40 anos George Lucas permitiu que uma infinidade de autores criassem materiais que foram incluídos na cronologia da série, com histórias abrangendo séculos antes e depois das histórias da saga cinematográfica. Foram livros, quadrinhos, games, teve de tudo.

grand-admiral-thrawn

A Disney tinha projetos para o cinema mas não queria ficar presa à nenhuma amarra, era preciso liberdade criativa e para isso só havia uma solução, que era ignorar completamente o UE. A solução foi jogar todo o material que não fossem os seis filmes no selo Legends, trancar e jogar a chave fora (isso vitimou inclusive a série Clone Wars; embora esta ainda seja cânon não é de interesse da Lucasfilm retomá-la. Rebels tomou seu lugar). É óbvio que a Disney está lucrando com os livros, que estão sendo reeditados e republicados (a Trilogia Thrawn por exemplo já foi relançada no Brasil) e também por causa disso, muitos fãs deixaram passar porque terão material novo na forma de filmes e séries já prometidas.

Só que tem a parcela de fãs que não gostou nem um pouco da decisão da Disney de não mais investir no UE. Esses, que investiram anos e muito dinheiro nessas fontes querem que a Disney volte a lançar mais material alternativo, única e simplesmente para satisfazer suas vontades. O grupo GiveUsLegends, um dos que deseja material inédito do UE pagou US$ 4.784,00 por um outdoor em São Francisco, abaixo:

star-wars-eu-billboard-banner

Pois bem, não vai acontecer. A Lucasfilm, sob a tutela da Disney não irá investir tempo, mão-de-obra e principalmente dinheiro em uma linha editorial que não possui mais nenhuma ligação com a cronologia original, até porque isso diluiria seus esforços na linha oficial. Seria grana jogada fora, é melhor investir naquilo que pode render história infinitas ao invés de ficar revirando as gavetas da Mara Jade.

Thrawn, Mara Jade, Jacen e Jayna Solo, Starkiller, Cade Skywalker... esses personagens não deixaram de existir; eles estarão sempre nas mídias em que fizeram sucesso, só não teremos histórias novas com eles. E pelo bom trabalho que a Disney tem feito este não é um preço tão alto assim.


alien

Ainda no tema espaço, o rolo da franquia dos xenomorfos ainda não se desenrolou por completo. Os planos para o quinto filme da série Alien, que seria dirigido por Neill Blomkamp (Distrito 9, Elysium, Chappie) foram colocados em espera quando Ridley Scott decidiu atropelar o projeto adiantando Prometheus 2, renomeando-o como Alien: Covenant (sendo que o filme já se chamou Alien: Paradise Lost). O filme no entanto, ao que tudo indica irá acontecer e quem disse isso foi a própria Sigourney Weaver, que voltará a viver Ellen Ripley no cinema.

Durante um Q&A Ripley disse que o filme (que segundo os artworks divulgados ainda trará Michael Biehn de volta como Hicks, deixando claro que se trata de uma sequência direta de Aliens: O Resgate. Portanto tudo de Alien 3 para a frente será ignorado) está garantido e que o roteiro é muito bom. Além disso Ridley Scott teria pedido a Blomkamp segurar a onda e aguardar Alien: Covenant ser finalizado e lançado antes, para só então os trabalhos com Alien 5 serem retomados. Weaver diz inclusive que dependendo da situação não seria uma surpresa se o projeto inteiro fosse envagetado, mas isso não seria algo que ela gostaria.

Alien: Covenant, a continuação de Prometheus (que segundo Scott contará a origem definitiva dos xenomorfos, com tudo o que tem direito) estreia em outubro de 2017. Só então saberemos se veremos Ripley novamente.

relacionados


Comentários