Meio Bit » Cultura » Resenha: Preacher — uma história de Amor, Amizade e a Busca Por Deus

Resenha: Preacher — uma história de Amor, Amizade e a Busca Por Deus

Saiu Preacher e, por incrível que pareça, ficou muito, muito bom. Seth Rogen acertou a mão e traduziu perfeitamente a obra-prima da mente doentia de Garth Ennis.

5 anos atrás

Joseph Gilgun as Cassidy - Preacher _ Season 1, Episode 1 - Lewis Jacobs/Sony Pictures Televsion/AMC

Quando Seth Rogen falou que queria filmar Preacher, provavelmente perguntaram o que ele tinha fumado, e provavelmente ele respondeu “maconha”. Faz sentido, só muito chapado no cigarrinho de artista alguém acharia que seria capaz de transcrever para a TV a obra-prima da mente doentia de Garth Ennis.

Preacher tem uma premissa muito simples: um pregador com um passado problemático é invadido por uma entidade e ganha o poder da Palavra, tudo que ele falar, é obedecido. Ele descobre que Deus sumiu, faz amizade com um vampiro, encontra uma antiga namorada/caçadora de recompensas, é perseguido por anjos, pelo Santo dos Assassinos e por uma organização secreta internacional que quer dominar o mundo com ajuda de um descendente de Cristo. Ah, e tem Jesus de Sade, Detetives Eróticos e o cara-de-cu.

Preache_Arseface_935x658

A série não é uma simples repetição dos quadrinhos de 1995, ficaria caro demais fazer o road movie que são os 75 números, decidiram concentrar na cidade de Annville, Texas. Personagens que no original aparecem em outros lugares agora são locais, como o Cara da Salsicha (fãs sabem).

Preacher prima pelo humor negro e a série manteve isso. A cena introdutória da Tulipa é melhor do que no gibi, e a inclusão de crianças mostra que a série não tem problemas em ser errada, muito errada. A piada com o Tom Cruise foi muito rápida mas me fez rir alto. Ruth Negga não se parece com a Tulipa dos quadrinhos, mas depois de uns 5 segundos você já a vê como a personagem. Ela chuta bundas, ainda tem uma história com Jesse Custer e tem problemas, muitos problemas.

tulipa

Jesse Custer também não se parece com a versão do gibi, na série ele é vivido por Dominic Cooper, que todo mundo acostumou a ver como o Howard Stark jovem, mas aqui é um pastor com pouca fé e muito uisque.

YES, tem um zoão mexendo no cartaz da igreja, isso vai ser piada recorrente.

YES, tem um zoão mexendo no cartaz da igreja, isso vai ser piada recorrente.

Ele está no meio de uma crise de fé, percebendo que não consegue resolver os problemas da cidade sem ter que usar violência, e está a ponto de desistir quando é atingido pelo Gênesis, a tal entidade que o dá superpoderes.

E por falar em poderes, temos Cassidy.

Joseph Gilgun as Cassidy - Preacher _ Season 1, Episode 1 - Lewis Jacobs/Sony Pictures Televsion/AMC

Ele é um vampiro, mas não tem problemas com crucifixos, igrejas ou água benta. Ele queima se exposto ao sol diretamente mas na sombra tudo bem. Na série ele cai de paraquedas em Annville, só que sem paraquedas. Literalmente.

Cassidy quer beber e cuidar da própria vida, mas acaba ajudando o Reverendo Custer numa briga de bar. Como está sendo perseguido por um grupo de caçadores de vampiros, decide ficar um tempo na cidade, até a poeira assentar.

Seth Rogen mudou muito da história original, mas estranhamente ela continua totalmente familiar. A essência de tudo foi mantida, o que para mim é excelente. Não é mais uma reprise em outra mídia.

Preacher é uma série onde a todo momento você vai falar não acredito que fizeram isso, e não vai conseguir desligar, pois quer ver se terão coragem de se superar, mas ao mesmo tempo está bem amena em relação ao original. Para dar uma idéia a cena mais forte do piloto é um homem abrindo seu coração para a mãe.

Preacher passa no AMC e na Locadora do Paulo Coelho.

Trailer:


SerienTrailerMP — PREACHER Season 1 TRAILER (2016) amc Series

Aqui os primeiros 4 minutos do episódio-piloto. Sim, obviamente os efeitos de filme de ficção dos Anos 50 são propositais.


Felipe Vogt — PREACHER SEASON 1 - FIRST 4 MINUTES

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários