Meio Bit » Fotografia » História — a primeira câmera digital do mundo

História — a primeira câmera digital do mundo

A Kodak pode ter sido a primeira empresa que capturou uma imagem com sensor digital, mas foi a Fuji que desenvolveu a primeira câmera totalmente digital do mundo. Veja como foi essa história.

5 anos e meio atrás

Acho que todo mundo já ouviu sobre a invenção da primeira câmera digital. Foi nos laboratórios da Kodak que Steve Sasson criou o primeiro aparelho de captura de imagem utilizando um sensor de imagem. Grande descoberta que faria da empresa líder do mercado? Não, longe disso. Isso aconteceu nos anos 70 e os executivos da Kodak não apostaram que a ideia seria adotada pelo público. Eles eram líderes no mercado de venda de filmes e ninguém acreditou que o consumidor trocaria a qualidade do filme por uma tecnologia com imagem tão simples. Ironicamente, a empresa veio a falência justamente por demorar a entrar no mercado digital. Simplesmente perdeu o bonde da história.

Porém, é outra empresa que se gaba por ter inventado a primeira câmera totalmente digital do mundo. A máquina construída por Sasson gravava as imagens em uma fita cassete. É por isso que a Fuji reivindica a proeza de ter inventado a primeira câmera totalmente digital onde as imagens eram gravadas em um cartão de memória de semicondutores.

fuji_primeira_digital_2

A Fujix DS-1P foi apresentada ao público na Photokina em 1988. O aparelho foi revolucionário, já que nada parecido existia antes. Ele era equipado com um poderoso sensor CCD de 400 quilopixels que estava em desenvolvimento pela Fuji desde a década de 70. Porém, o aspecto técnico mais impressionante era a forma de armazenamento. As câmeras eletrônicas da época armazenavam imagens em suportes magnéticos. Esses suportes (chamados de disquetes de vídeo) eram baratos, mas a rotação imperfeita impactava na qualidade da imagem. Memórias de semicondutores eram muito caras na época e ninguém queria investir nessa área.

Apostando que os sensores de imagens seriam cada vez melhores e mais poderosos, a Fuji fez uma parceria com a Toshiba e desenvolveu um moderníssimo cartão de memória com incríveis 2 MB em SRAM. Era possível armazenar entre 5 e 10 fotografias. Acho que podemos imaginar o impacto de tudo isso naquela época. A DS-1P era apenas um protótipo. Apenas algumas unidades foram produzidas e ela nunca foi comercializada, mas abriu as portas da indústria digital.

fuji_primeira_digital

No ano seguinte a Fuji lançou um modelo comercial, a Fujix DS-X, que veio com o mesmo sensor CCD de 400 kp com 2/3 polegadas de tamanho, lente fixa 15 mm com abertura de f/3,5; e velocidade de obturador de 1/30 a 1/500. O valor do equipamento no lançamento era de US$ 20.000,00.

Leia também:

relacionados


Comentários