Meio Bit » Games » Miscelâneas » eSports estariam roubando a audiência dos esportes tradicionais

eSports estariam roubando a audiência dos esportes tradicionais

Pesquisa mostra que o público americano está deixando de assistir transmissões de esportes tradicionais para acompanhar os eSports e especialista estimam que essa indústria multibilionária ainda tem muito a crescer.

4 anos atrás

esports

Goste ou não dos eSports, o fato é que não só o interesse das pessoas pela modalidade tem crescido exponencialmente, mas também o de figuras ligadas a times de futebol, basquete, etc. Essa aposta na área vem acontecendo há algum tempo, mas só recentemente vimos os donos do Philadelphia 76ers adquirirem duas famosas equipes, movimento que logo foi seguido pelo grupo que controla o Golden State Warriors e hoje chega a notícia de que em breve o Paris Saint-Germain fará parte dos campeonatos de League of Legend.

Além do dinheiro que pode ser arrecadado com uma equipe de eSports, ter o nome de um clube vinculado a eles pode ser uma excelente maneira de aumentar a visibilidade da marca, mas de acordo com um levantamento feito pela empresa Newzoo, parte desse interesse pode estar associado também a maneira como a categoria tem roubado a audiência dos esportes tradicionais.

Levando em consideração o público masculino norte-americano com idade entre 21 e 35 anos, a pesquisa descobriu que os eSports já podem ser considerados tão populares quanto o baseball ou o hockey, com 22% dos entrevistados tendo dito que assistem transmissões de esportes eletrônicos. Além disso, 76% deles afirmaram que a modalidade tem feito com que assistam menos esportes tradicionais e dos cerca dos 20 milhões de espectadores de eSports nos Estados Unidos, seis milhões não assistem outros esportes.

Algo muito importante é que como a maioria desse público é mais jovem, ele é considerado bastante valioso para as pessoas envolvidas com marketing, o que faz com essa indústria seja considerada um negócio multibilionário que ainda está em desenvolvimento. O que o estudo afirma é que se nos eSports a quantidade de "vendas por fãs" forem tão boas quanto o que vemos na NBA, estamos falando de algo que pode movimentar US$ 2,5 bilhões com merchandising, vendas de ingressos, propagandas e patrocínios.

Como explicou Pieter van de Heuvel, chefe de eSports na Newzoo, tudo isso evidentemente demonstra porque alguns grupos tem investido tão pesado nos esportes eletrônicos, investidas que provavelmente não pararão tão cedo e por isso histórias como as dos 76ers, dos Warriors e do PSG ainda deverão continuar aparecendo.

O triste é perceber que, apesar do Santos Futebol Clube ter flertado com a modalidade, os clubes brasileiros ainda parecem ignorar os eSports. Mas pensando bem, levando-se em consideração a incapacidade dos dirigentes brasileiros em vender o futebol como um bom produto, esse está bem longe de ser o maior problemas enfrentado por aqui.

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários