Meio Bit » Games » Mobile » Acusado de “promover conflitos tribais”, Clash of Clans é banido do Irã

Acusado de “promover conflitos tribais”, Clash of Clans é banido do Irã

Clash of Clans é apenas mais um da longa lista de games banidos no Irã; Pokémon GO e 1979 Revolution já foram anteriormente golpeados pelo banhammer.

4 anos atrás

clash-of-clans

Pode parecer estranho para alguns, mas o mercado iraniano para games e software não é completamente fechado a produtos externos. Embora torça o nariz e limite muita coisa vindo de fora, o governo permite que muitas empresas instalem seus negócios no país e lucrem, o que é obviamente vantajoso para os dois lados.

Ainda assim o Irã é um país atrasado e represssor, uma teocracia que que por via de regra precisa controlar a vida de todo mundo mas ao mesmo tempo tem que liberar alguma coisa, ou o povo não consegue trabalhar ou pior, pira na batatinha (e também precisa encher o cofrinho). Por isso alguns games ainda rodam por lá, com algumas restrições e há inclusive um cenário de desenvolvimento estabelecido, com alguns títulos muito bons vindo do país dos aiatolás como E.T. Armies.

Só que obviamente nem tudo é permitido. Uma série de games são proibidos no Irã, League of Legends é popular mas já passou por restrições e até mesmo Pokémon GO foi banido do país, por levantar preocupações com a segurança dos cidadãos no que diz respeito aos dados de localização que a Niantic Labs precisa coletar (basicamente o governo não gosta de concorrência). Já Battlefield 3 foi barrado por conta de uma fase em que o Irã é invadido e 1979 Revolution rodou ao ser classificado como "propaganda yankee".

A vítima da vez foi Clash of Clans, um dos maiores sucessos da Supercell e a galinha dos ovos de ouro da Tencent. Após um parecer do Ministério da Justiça para que o game fosse banido em todo o Irã, pelo potencial de "causar um impacto negativo na vida familiar e no bem-estar dos jovens" ao viciar os jogadores e "por promover conflitos tribais" (!), o Comitê de Determinação de Instâncias de Conteúdo Criminoso do país aprovou por vasta maioria seu bloqueio em todo o território iraniano, um país onde 64% dos usuários de dispositivos móveis jogavam o game.

Desde o dia 27, data em que o bloqueio foi aprovado os jogadores estão enfrentando dificuldades para rodar Clash of Clans, já que ele exige uma conexão constante à internet para funcionar e por causa disso, se tornou virtualmente injogável no país. Ainda não está claro se o game sofrerá restrições de idade ou se será banido em definitivo, o que sinceramente acho o mais provável de acontecer.

Fonte: BBC.

relacionados


Comentários