Meio Bit » Games » Três meses depois, jogadores abandonam o For Honor

Três meses depois, jogadores abandonam o For Honor

De acordo com site, três meses após o lançamento do For Honor, 95% dos que jogavam no Steam abandonaram o game. A pergunta é: o que a Ubisoft fará para mudar a situação?

4 anos atrás

for-honor

Quando joguei o For Honor e escrevi sobre ele, a sensação que tive foi de que a Ubisoft havia entregado um ótimo jogo, mas que infelizmente seu alto nível de dificuldade faria com que poucos se dedicassem a dominar sua jogabilidade. Isso evidentemente poderia fazer com que as pessoas desistissem do jogo e por se tratar de um título voltado para o multiplayer, uma debandada poderia ser fatal.

Então o site Githyp resolveu fazer um levantamento para saber como estão o servidores do For Honor e o que eles descobriram já deve estar sendo observado com bastante cuidado pela desenvolvedora. O problema é que apenas três meses após o título chegar às lojas, a quantidade de jogadores no Steam caiu 95%!

O número se torna ainda mais impressionante ao sabermos que ele é maior até do que o registrado pelo The Division, outro jogo da Ubisoft que no mesmo período perdeu 93% dos seus jogadores no serviço da Valve e se levarmos em consideração o quão problemático foi seu pós-lançamento…

Mas voltando ao For Honor, enquanto o game registrou 45 mil jogadores ao mesmo tempo no seu lançamento e 71 mil no período de beta, no último final de semana o ápice foi de apenas 3,4 mil pessoas. Para piorar, recentemente o título viu a chegada da expansão Shadow and Might, mas mesmo ela não conseguiu fazer com que mais do que 5 mil jogadores se encontrassem.

for-honor-grafico

É importante salientar que tais números se referem apenas ao Steam, deixando de lado aqueles que estiverem jogando diretamente pelo Uplay ou no Xbox One e PlayStation 4. Mesmo assim, como estamos falando da plataforma mais adorada pelos jogadores de PC, uma queda tão grande não pode ser ignorada.

O que muitos devem estar se perguntando no momento é sobre o que a Ubisoft fará para mudar essa situação e como o For Honor me deixou com a impressão de que poderia ser um ótimo título para campeonatos de eSports, acho que apostar neste seguimento poderia ser uma boa saída.

Particularmente ainda acredito que o jogo tem potencial para fazer sucesso a médio/longo prazo, mas diante de um abandono tão grande, não estranharei se em breve a Ubi decidir transformar o For Honor num free-to-play ou no mínimo fazer com que receba uma versão mais barata, como aconteceu com o Rainbow Six: Siege.

Fonte: PC Gamer.

Leia mais sobre: , , , .

relacionados


Comentários