Meio Bit » Fotografia » Quando pegar uma imagem da internet pode sair caro

Quando pegar uma imagem da internet pode sair caro

Comerciante americano utilizou comercialmente imagens que encontrou no Google e foi processado por infringir direitos autorais. Entretanto, ele ainda acha que está certo.

4 anos atrás

direitos-autorais3

Direitos Autorais. Sim, a matéria é muito importante para produtores de conteúdo dentro da internet. Fotografia é minha área, mas o pessoal que escreve, faz música ou até mesmo podcasts, pode ter o seu produto roubado e distribuído por outras pessoas com objetivos comerciais. A maior parte das pessoas ainda não entende, mas isso é crime. Se está na internet não é público, alguém é dono dessa bagaça. O fato de compartilhar na internet não transforma o produto em algo em gratuito.

Quem aprendeu isso a duras penas foi o comerciante Dan Dasilva . Algum tempo atrás ele procurou algumas imagens na internet para utilizar em uma de suas lojas on-line. Procurou no Google Images e encontrou as fotos perfeitas para seu objetivo. Fez um download e começou a utilizá-las sem a menor preocupação. Algum tempo depois chegou em sua residência o nosso amigo Processinho. O detentor dos direitos autorais da imagem estava iniciando uma ação judicial por uso indevido das fotos. Dan percebeu que se a disputa acabasse em um tribunal ele teria que desembolsar algo em torno de US$ 150 mil por cada imagem. Ele foi esperto (e deve ter recebido bons conselhos do advogado) e entrou em um acordo com o fotógrafo pagando “apenas” US$ 37 mil entre direitos autorais e custos do processo. Aprendam crianças, é muito difícil ganhar um processo de infração de direitos autorais contra o autor do produto que foi utilizado indevidamente.

Para desabafar, Dan fez o vídeo que se encontra abaixo. Ele fala de todo o rolo em que se meteu e, além de avisar as pessoas sobre os perigos de utilizar imagens da internet, o animalzinho parece não ter entendido o que ele fez de errado. Ele avisa que existem pessoas mal intencionadas que ficam compartilhando fotos na internet só para utilizar como isca e processar as pessoas que utilizam essas fotos. Ou seja, ele ainda acha que a culpa é de quem fez a imagem. Nos Estados Unidos, assim como no Brasil, não é necessário nenhuma marca na foto ou aviso para que o direito autoral seja reconhecido e preservado. A imagem é protegida já no momento em que você aperta o botão do disparador.

Acha o tema de Direitos Autorais na fotografia interessante? Então é melhor dar uma olhadinha nesse livro do Marcelo Pretto.

Dan Dasilva — I WAS SUED CAUSE OF SHOPIFY STORE

relacionados


Comentários