Meio Bit » Games » Iron Harvest, o jogo que colocará mechs numa alternativa década de 20

Iron Harvest, o jogo que colocará mechs numa alternativa década de 20

Colocando enormes mechs nos campos de batalha da década de 20, Iron Harvest é um jogo de estratégia bastante promissor e que já conquistou o seu financiamento coletivo através do Kickstarter.

2 anos e meio atrás

Uma das coisas que considero mais interessante na ficção é quando a obra tenta reimaginar uma determinada época, nos mostrando uma realidade alternativa bem diferente do que a humanidade vivenciou. Seguindo essa ideia, em 2016 o artista polonês Jakub Różalski revelou sua visão para a década de 20 e nascia ali o conceito para o Iron Harvest, jogo de estratégia que tem uma proposta muito interessante.

Nele a tecnologia teria evoluído muito após a Primeira Guerra Mundial, permitindo que as pessoas construíssem enormes máquinas que poderiam ser usadas tanto com o objetivo militar, quanto no dia-a-dia. Com uma jogabilidade inspirada em clássicos como Company of Heroes e Men at War, o projeto deixou muita gente interessada e agora ele se tornou mais próximo de ser executado.

Após a King Art Games lançar uma campanha no Kickstarter pedindo US$ 450 mil para dar prosseguimento à produção, o estúdio precisou de apenas poucas horas para que a meta fosse batida, garantindo assim que três campanhas single-player possam ser desenvolvidas e tenhamos 21 missões no total.

Oferecendo cerca de 20 horas de duração, essas campanhas mostrarão o conflito pelo ponto de vista das três facções presentes no game, sendo elas o Império Saxão, a República da Polania e a Rusviet. Cada uma contará com características, unidades e heróis próprios, o que deverá garantir alguma variedade às partidas.

O que deverá desagradar aqueles que gostam de uma experiência multiplayer é que o Iron Harvest só deverá ganhar modos competitivos e cooperativos caso a sua campanha ultrapasse US$ 1 milhão e US$ 1,1 milhão, respectivamente. Porém, como ainda faltam 29 dias para o fim do financiamento coletivo, é bem provável que essas marcas sejam alcançadas.

Com previsão de chegar ao PC, PlayStation 4 e Xbox One no final de 2019 (e eu apostaria num atraso), até pensei em ajudar a campanha, mas o preço salgado para uma cópia para consoles me assustou (US$ 70 para a Digital Deluxe). Acho então que vou esperar o seu lançamento e ter certeza de que o jogo é tão bom quanto promete.

relacionados


Comentários