Meio Bit » Games » Vem aí Generation Zero, um interessante jogo de sobrevivência

Vem aí Generation Zero, um interessante jogo de sobrevivência

Com algumas ideias interessantes e uma jogabilidade promissora, Generation Zero é o novo jogo de sobrevivência dos criadores da série Just Cause.

2 anos atrás

A semana da E3 é sem dúvida uma das mais aguardadas pelos gamers, mas entre tantos anúncios, entrevistas e apresentações, torna-se muito fácil não darmos a devida atenção a certos jogos. Imagine então um game com um nome um tanto genérico, cuja revelação se resumiu a um teaser e que era o menor projeto da Avalanche Studios (os outros são o Rage 2 e o Just Cause 4)? Pois deve ter sido essa soma de fatores que me fez ignorar o Generation Zero.

Situado numa versão alternativa da Suécia em 1989, o jogo de sobrevivência permitirá que até quatro pessoas explorem juntas a zona rural do país, mas ao invés de colocar zumbis ou alienígenas como nossos inimigos, a ameaça aqui serão perigosos robôs. O nosso objetivo então será tentar resistir à ameaça e organizar um levante.

Com uma jogabilidade que lembra a de vários outros jogos de sobrevivência, como por exemplo o DayZ, teremos que vasculhar o ambiente para tentar encontrar equipamentos e armas que tornarão nossas vidas mais fáceis e de acordo com a desenvolvedora, informações sobre porque o mundo foi tomado por estes robôs estarão espalhados por todo canto.

Um detalhe muito interessante do Generation Zero é que embora a cooperação entre os jogadores seja importante, será possível nos separarmos para agilizar a exploração, sendo que todo o mapa estará disponível desde o início. Também vale citar outra característica bacana do jogo, que é aquilo o que o estúdio chama de “batalhas persistentemente simuladas”. Isso significa que se você iniciar um confronto e por algum motivo ele não chegar ao fim, o oponente poderá ser encontrado futuramente, com as marcas deixadas num primeiro momento permanecendo visíveis.

Esse sistema pode parecer uma mera perfumaria, mas considerando que quanto menos danos causarmos aos inimigos, mais partes poderemos recuperar de seus corpos, a Avalanche Studios pode ter implementado algo capaz de oferecer uma nova camada de imersão à experiência.

Outro detalhe que promete tornar o Generation Zero mais legal é a maneira como poderemos encarar as batalhas. Enfrentar os robôs cara-a-cara será possível, mas isso tornará os confrontos bem perigosos e por isso o jogo parece nos incentivar a usar os cenários para criar armadilhas. Isso nos permitirá traçar estratégias, elaborar rotas de fuga e explorar a inteligência artificial das máquinas.

Com previsão de chegar ao PC, PlayStation 4 e Xbox One em algum dia de 2019, o Generation Zero passará por um período de testes durante a nossa próxima primavera e se você quiser se inscrever para participar, poderá fazer isso neste site.

relacionados


Comentários