Meio Bit » Veículos » Elon Musk mostra a outra face

Elon Musk mostra a outra face

Elon Musk deu uma entrevista ao NYT, e também conversou com o youtuber MKBHD, em uma tentativa de humanizar sua imagem, depois de algumas semanas bem polêmicas.

2 anos atrás

Elon Musk sobre fundo com marcas da Tesla, em montagem de Nick Ellis para o Meio Bit.

No sábado passado, Elon Musk deu uma longa entrevista ao The New York Times, falando sobre o período difícil que anda passando, chegando a dizer que 2018 tem sido “o ano mais difícil e doloroso de sua carreira”. Apesar de tentativas de sabotagem em uma fábrica da Tesla, o maior estrago é causado pelo próprio, usando seu perfil no Twitter.

Na semana passada Musk causou polêmica ao tuitar que pretendia tirar as ações da Tesla do mercado por US$ 420 cada, segundo o próprio em uma tentativa de ser mais transparente, mas que acabou gerando uma investigação do S.E.C. (Securities and Exchange Commission), além de uma grande discussão sobre o uso de redes sociais para a divulgação de notícias estratégicas.

Um dia antes do papo com o NYT, Musk tinha dado uma entrevista em vídeo ao Marques Brownlee no seu canal MKBHD (o melhor que eu conheço), falando sobre o futuro da Tesla e da tecnologia em geral, na qual ele cita que pra muita gente, ele usa demais seu perfil no Twitter, garantindo que não acredite que seja o caso. Mesmo que ele não reconheça, é inegável que seu perfil no Twitter acabe colocando mais lenha na fogueira.

Estas entrevistas e tentativas de aproximação com a imprensa e influenciadores de tech não são mera coincidência. Trata-se de uma tentativa deliberada de humanizar sua figura, uma resposta aos que acham que Musk seja mais de bravatas do que de realizações, quando a sua carreira mostra que suas promessas muitas vezes saem do papel, ainda que em seu próprio tempo. O resumo da ópera é que por mais que alguns de seus sonhos ainda pareçam tão mirabolantes quanto distantes, recomendo não duvidar muito deles.

A verdade é que por conta do seu estilo e da sua postura na já citada rede social do passarinho azul, Musk acaba atraindo para si o ódio gratuito de muitos desocupados, além dos invejosos de plantão e dos haters do capitalismo dos Estados Unidos (por mais que ele nem tenha nascido por lá), mas quem ignora esses ruídos e realmente gosta de tecnologia, admira o trabalho que ele desenvolveu em todos esses anos da Tesla e especialmente, da SpaceX.

Pra complicar ainda mais a situação, a a polêmica rapper Azealia Banks teria ficado por dias abandonada (em suas palavras) como uma hóspede em sua casa a convite da namorada de Musk, a cantora Grimes, inclusive postando stories altamente polêmicos, chegando a comparar sua estada por lá com o filme Corra! (Get Out).

Musk nega que conheça ou já tenha tido alguma interação com a rapper, apesar dela realmente ter ido a uma de suas propriedades no período, o que motivou uma matéria da Wired com o singelo título de “Elon Musk está quebrado, e nós o quebramos”. Pessoalmente, não acho que Elon Musk esteja quebrado e acho que ele se recupera destes percalços, desde que é claro passe a usar o Twitter um pouco mais de moderação, conselho aliás válido para qualquer pessoa que seja fanática por redes sociais.

 

Leia mais sobre: , .

relacionados


Comentários