Meio Bit » Demais assuntos » Nikon Z6 e Z7 - mirrorless full frame chegando ao mercado

Nikon Z6 e Z7 - mirrorless full frame chegando ao mercado

Depois de muita espera e mistério, finalmente a Nikon anunciou especificações e preços oficiais de suas duas novas câmeras mirrorless full frame.

3 anos atrás

E depois de vários rumores, informações liberadas de maneira homeopática e vazamentos de especificações, a Nikon finalmente lançou oficialmente suas novas câmeras mirrorless full frame. Interessante notar que a gigante japonesa entra de maneira séria no mercado mirrorless quando a tecnologia completa 10 anos de existência. As novas câmeras Z6 e Z7 possuem muita coisa em comum e algumas diferenças muito importantes. Por fora elas são a mesma câmera. Só o nome impresso no corpo do equipamento é que mostra a diferença entre as duas. E por dentro apenas 4 diferenças entre os equipamentos.

A Nikon Z7 está esquipada com um sensor CMOS retroiluminado de 45,7 megapixels. A câmera vai ter uma faixa de ISO nativo que vai de 64 até 25.600. A presença do novo processador Expeed 6 vai garantir a velocidade de captura de até 9 quadros por segundo. A câmera também apresenta um sistema de foco automático com 493 pontos que cobrem 90% da imagem.

Já a Nikon Z6 possui um sensor CMOS de 24,5 megapixels e um sistema de foco automático de detecção de fase com 273 pontos. Por conta da densidade de pixels mais baixa, a Z6 consegue atingir a velocidade de 12 fotos por segundo e a sensibilidade nativa do ISO varia de 100 a 51.200. Aqui uma pequena vantagem de sensores com quantidade menor de pixel.

E essas são todas as diferenças entre os equipamentos. Todas as outras características são compartilhadas entre as duas câmeras. As câmeras da linha Z oferecem sistema de estabilização de imagem com 5 eixos e são compatíveis com os acessórios Nikon lançados para as câmeras DSLR. O LCD é articulado e sensível ao toque com uma resolução de 2,1 megapixels. O visor eletrônico oferece cobertura de 100% da imagem e apresenta uma resolução de 3,69 megapixels.

Diferente da Canon, a Nikon não teve medo de abraçar o mundo 4K. Ambas as câmeras executam filmagens em 4KD UK a 24, 25 ou 30fps e também 1080p FHD a até 120 quadros por segundo. A Nikon nunca foi uma marca muito lembrada nas filmagens por conta de sua qualidade de imagem, mas parece que eles decidiram bater contra a Sony nessa categoria. Uma vantagem em relação às câmeras da Sony é que aqui temos uma saída HDMI de 10Bit N-Log não-comprimido. Ninguém sabe ainda como isso se comporta no mundo real, mas parece ser um bom atrativo.

Um ponto extremamente negativo dos novos modelos é que eles possuem apenas um slot de cartão. A câmera trabalha com os cartões XQD, mas não oferece ao fotógrafo profissional a possibilidade de já fazer backup de suas imagens durante a captura. Um erro que eles já tinham cometido na Nikon D7500 e que deixou muita gente insatisfeita.

Junto com as duas câmeras a Nikon colocou no mercado três novas lentes com o novo padrão Z de encaixe. Estou falando das Nikkor Z 35mm f/1,8 (US$ 846,00), da Nikkor Z 50mm f/1,8 S (US$ 596,95) e da Nikkor Z 24-70mm f/4 S (US$ 996,95). Junto com as lentes também temos o adaptador Nikon FTZ (US$ 249,00) que permite total compatibilidade de 90 lentes com montagem F da Nikon para o novo modelo. Como se trata de um adaptador oficial da empresa creio que será um bom investimento para quem já possui algumas lentes Nikon.

As novas Nikon Z6 e Z7 já estão em pré-venda em alguns sites. A Z7 tem promessa de entrega para o final do mês de setembro e o preço de lançamento é de US$ 3.396,00. Já a Z6 chega em novembro com preço de US$ 1.996,95.

Fonte: DIY

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários