Meio Bit » Games » O motivo para o Red Dead Redemption 2 ter apenas um protagonista

O motivo para o Red Dead Redemption 2 ter apenas um protagonista

Ao contrário do que vimos no GTA V, no Red Dead Redemption 2 teremos apenas um protagonista e o diretor de arte do jogo explicou porque isso acontecerá.

2 anos atrás

Toda vez que resolvo jogar o Grand Theft Auto V sempre fico encantado com a maneira como mecânica de troca de personagens funciona. Além daquilo deixar a campanha principal muito mais dinâmica, faz com que a história me pareça muito mais interessante, com a interação entre os três protagonista permitindo situações que não seriam possíveis de outra maneira.

Porém, nunca deixei de pensar em como aquela brilhante ideia da Rockstar parecia uma maldição. Depois dela, seria difícil aceitar outro jogo de mundo aberto do estúdio que não aproveitasse a ideia. Por outro lado, se eles repetissem a dose, será que não ficaria parecendo uma falta de criatividade?

Pois com o lançamento do Red Dead Redemption 2 se aproximando, o assunto voltou a ser debatido e quem acabou com qualquer possibilidade de termos mais de um protagonista no aguardado jogo foi Josh Bass, diretor de arte da Rockstar San Diego. Em entrevista ao The Hollywood Reporter, ele explicou porque optaram por voltar ao "padrão".

Mudar de personagem fez sentido e era muito divertido no Grand Theft Auto V. [Mas] manter-se com apenas um personagem parecia mais apropriado para a estrutura e narrativa de um faroeste. O Arthur vive e luta ao lado dos outros membros da gangue Van der Linde e eles são um grupo de personagens totalmente realizados em relação a si e ao Arthur, mas esta é a história de Arthur e estamos colocando os jogadores firmemente na pele do Arthur, conforme ele e a gangue lidam com um mundo que está rápida mudança. Pensamos que as pessoas realmente adorarão fazer parte da gangue. Não se parece com nada que fizemos anteriormente.”

Outro ponto muito interessante comentado por Bass foi a maneira como o mundo do jogo foi pensado para tentar nos colocar na pele do personagem principal, algo que na minha opinião, é fundamental para um título com esta temática. Ele disse:

Estamos tentando criar um mundo onde tudo seja mais coeso, então tanto as ações do jogador quanto a maneira como o mundo reage às suas ações parecem mais consistentes, não importando o que você faz ou onde faz isso. É persistente e vivo, mas também deliberado e intimidador de maneira que faz sentido para um mundo onde na maior parte do tempo você estará por aí andando a cavalo ou a pé. Você pode trocar histórias com um barman em um saloon, tentar se livrar de problemas com um policial local, sequestrar um trem ou simplesmente vasculhar as gavetas de uma antiga casa na esperança de encontrar dinheiro ou apenas alguma comida para ajudar os membros da gangue a sobreviverem.

A partir de 26 de outubro aqueles que tiverem um PlayStation 4 ou um Xbox One poderão tirar a prova se a equipe responsável pelo Red Dead Redemption 2 conseguiu isso tudo, mas dado o histórico da Rockstar, acho que não precisamos ficar preocupados.

Fonte: Videogamer.

Leia mais sobre: , .

relacionados


Comentários