Meio Bit » Games » Autor do The Witcher agora quer US$ 16 milhões da CD Projekt

Autor do The Witcher agora quer US$ 16 milhões da CD Projekt

Após vender os direitos sobre a série The Witcher por um valor fixo, autor polonês entrou com uma ação exigindo que a CD Projekt lhe pague uma quantia milionária pelo sucesso da franquia nos games.

3 anos atrás

Quando Andrzej Sapkowski vendeu os direitos para que a sua série de livros Wiedźmin fosse transformada em games, ele fez uma aposta: acreditando que o trabalho da CD Projekt não obteria lucro, ele optou por não receber uma porcentagem das vendas, preferindo pegar imediatamente um valor fixo. Anos depois o autor acabou se arrependendo da escolha, mas agora ele acredita ter direito a uma compensação por parte da desenvolvedora polonesa.

Alegando que o contrato inicial entre as partes não representou todo o potencial da propriedade intelectual, em 1º de outubro os advogados do autor deram entrada em um pedido para que a CD Projekt pague 60 milhões de zlotys, o que daria mais de US$ 16 milhões. O valor seria referente a algo entre 5% e 15% das vendas que o estúdio obteve com o segundo e o terceiro jogos da franquia, além dos DLCs lançados para eles.

De acordo com as pessoas que representam Sapkowski, o contrato inicial dava direito a criação apenas do primeiro título, que foi lançado para computadores em 2007. Além disso, a justiça polonesa teria algumas travas de segurança que garantem ao autor o direito de receber royalties pelas suas obras. Isso aconteceria no caso de uma pessoa obter benefícios consideravelmente baixos quando suas criações são utilizadas por outros, o que eles afirmam ter acontecido com os jogos.

Pouco tempo depois da ação se tornar conhecida do público, a CD Projekt tratou de emitir uma nota se defendendo. Ela diz:

Na opinião da companhia, as exigências expressas na notificação são infundadas em relação ao seu mérito, bem como à quantia estipulada. A companhia adquiriu legitimamente e legalmente os direitos autorais referentes ao trabalho do Sr. Andrzej Sapkowski, na medida em que isso era necessário para seu uso em jogos desenvolvidos pela companhia. Todas as obrigações pagas pela companhia em relação a mesma foram propriamente exoneradas.

A nota segue dizendo que é do interesse da CD Projekt manter uma boa relação com o autor e que por isso a diretoria se esforçará para garantir uma resolução amigável para o problema. Porém, eles deixam claro que tal solução deva respeitar o que foi tratado anteriormente, ou seja, pelo jeito não estão dispostos a abrir os cofres.

Portanto, pode ser que Andrzej Sapkowski e os donos da CD Projekt estejam diante de uma disputa judicial que se arrastará por um bom tempo e não tenho a menor ideia se e como isso poderá afetar as vendas dos jogos. Tanto dos que já existem, quanto dos que eventualmente surgirão.

Olhando a situação como um simples leigo, fico com a impressão de que se o autor preferiu não arriscar vendendo os direitos por um preço fixo, que agora ele arque com as consequências. Além disso, me parece uma atitude um tanto covarde do Sr. Sapkowski querer uma fatia deste bolo, quando o próprio defendeu que não foram os jogos que alavancaram as vendas dos seus livros, mas sim o contrário.

Fonte: GameInformer.

relacionados


Comentários