Meio Bit » Ciência » Por causa de cigarrinho de artista de Elon Musk, a NASA vai auditar SpaceX e a Boeing

Por causa de cigarrinho de artista de Elon Musk, a NASA vai auditar SpaceX e a Boeing

Depois de Elon Musk fazer graça fumando um beque em um podcast, a NASA ficou preocupada e agora pelo visto vão auditar a SpaceX inteira para ver se a cultura da empresa está OK.

2 anos atrás

Quando a Lockheed Martin estava desenvolvendo o Have Blue, o avião que daria origem ao F-117 o projeto de tecnologia stealth era tão secreto que até as canecas de café, que tinham o nariz do avião saindo detrás de uma nuvem e mais nada, eram consideradas top-secret e precisavam ser contadas e trancadas num cofre ao final do dia. O Governo era paranoico a esse ponto, e isso se refletia até no tratamento dos funcionários.

Ben Rich e Kelly Johnson, os responsáveis principais pelo projeto tinham que cortar um dobrado para atender as exigências de segurança, isso incluía meses de investigação para novas contratações, acompanhamento constante dos funcionários atuais e checagens do passado de todo mundo.

O problema é que engenheiros não são muito bons da cabeça, e principalmente os da antiga, todo mundo tinha hábitos questionáveis, e hábitos questionáveis poderiam ser explorados pela KGB para chantagear alguém a repassar informações sigilosas.

Havia gente com problema com jogo, outros passavam o tempo todo correndo atrás de rabo de saia, alguns engenheiros fantásticos bebiam mais do que os motores que projetavam, com certeza um número razoável deles eram gays (a KGB adorava ameaçar tirar gente do armário) e o principal problema, bem, era a Califórnia dos Anos 70, todos os jovens talentos saídos da faculdade OBVIAMENTE haviam experimentado ou eram ávidos consumidores de tabaco jamaicano.

Boa parte do tempo de Ben Rich era gasto tentando convencer os investigadores do Governo a sair do pé de seus funcionários, e em muitos casos ele não conseguiu e o programa perdeu ótimos talentos por isso.

Agora a mídia, em um momento de pura raiva e mesquinharia, atacou implacavelmente Elon Musk por aparecer no podcast de Joe Rogan e provar um cigarrinho do capeta. Curioso como quem atacou foi a mesma mídia que passou anos defendendo o fim da Guerra às Drogas, exigindo a legalização e celebrando quando Estados como a Califórnia (onde Musk estava) finalmente legalizaram a ganja.

O caso foi tirado de proporção, e toda a galera careta do Tio Sam colocou de lado seus bourbons, balançou a cabeça negativamente e anotou na agenda que algo precisava ser feito com esse garoto irresponsável. Um grupo desses foi até a NASA, que aparentemente ficou muito preocupada.

Eles acham que a atitude de Elon Musk pode refletir uma cultura corporativa na SpaceX, e que isso pode afetar a segurança das operações, ainda mais com o avanço do programa de voos tripulados. Como resultado William Gerstenmaier, Administrador Associado da NASA para Exploração Humana (soa estranho, né?) disso que ano que vem começarão uma auditoria da cultura de segurança da SpaceX e da Boeing, afinal tanto na Califórnia, sede da SpaceX quanto em Washington, sede da Boeing, o uso recreativo da tabanagira é liberado.

A NASA pode fazer isso, ela pode fazer o que quiser pois somando as duas empresas ela investe US$ 6,8 bilhões nos projetos de voos tripulados, que aliás estão bem atrasados. Será também uma forma de pressionar as empresas, mas será a melhor forma?

Segundo Gerstenmaier o processo será "bastante invasivo", levará meses e entrevistará centenas de funcionários de todos os níveis. Isso pode criar um clima de terror num nível nunca visto, quase como se o Mobilon me obrigasse a instalar um plugin de bafômetro no WordPress.

Pense bem, você acha mesmo que aquele monte de jovens e brilhantes engenheiros descolados morando na Califórnia relaxam em casa com os amigos bebendo suco de graviola e jogando Banco Imobiliário de Millenials?

Sejamos realistas, olhe esse cabeludo da esquerda:

Eu duvido que ele não seja um excelente engenheiro, Elon só contrata gente top, mas também duvido que ele não tenha um bong gigante no formato de um Falcon 9, e um narguilé pras visitas feito com uma maquete de um Falcon Heavy,

Essa gente top é volátil, eles gostam de dinheiro, mas também gostam de ambiente de trabalho saudável. Se a NASA fomentar uma perseguição a qualquer um que não se enquadre nas definições deles de bom-moço, o que vai acontecer é que o talento vai migrar pra outras pastagens, e garanto que o Jeff Bezos estará de braços abertos.

E qual será o limite? Elon Musk poderá ter uma garrafa de Teslaquila em seu escritório?

É completamente válido auditar produtos e resultados, mas quando começar a auditar pessoas e o que elas fazem em seu tempo livre, a situação muda de figura.

De resto, se a NASA é tão preocupada assim com o que seus colaboradores fazem fora do expediente, deveriam ter estudado com mais atenção o passado do Werner Von Braun.

Fonte: Techcrunch

Leia mais sobre: , .

relacionados


Comentários