Meio Bit » Ciência » Ka de bêbado não tem dono, mas a Huawei quer mudar isso.

Ka de bêbado não tem dono, mas a Huawei quer mudar isso.

3 anos atrás

Por décadas os carros vem ficando mais e mais seguros para os passageiros, mas agora chegamos a um ponto crucial, onde em nome da segurança dos outros o carro se revoltará contra o motorista.

Em verdade o motorista de um carro moderno hoje em dia tem muito menos controle sobre ele do que imagina, escondido debaixo do capô há dezenas de processadores monitorando e controlando funcionamento do motor, aceleração, ABS, controle de tração, radares de proximidade, frenagem automática em caso de obstáculos (até mesmo ciclistas), etc, etc, etc. Pro sujeito perder o controle com um carro desses, tem que se esforçar.

Todas essas tecnologias são bem-vindas pelos motoristas, por mais que os idiotas do Top Gear reclamem do controle de tração nas pistas eles sabem que no dia-a-dia é fundamental. Agora há gente querendo explorar as possibilidades da automação e da Inteligência Artificial para tornar carros mais seguros para todo mundo.

A Huawei quer criar um sistema de inteligência artificial que monitorará constantemente o motorista. Segundo eles o sistema irá comparar o comportamento do sujeito com imagens de arquivo, identificando se ele está dirigindo nervoso, se está sob efeito de álcool, drogas ou outras substâncias estupefaciantes, e conforme o caso tomará várias atitudes.

O sistema poderá alertar verbalmente o motorista, travar os controles se recusando a dar partida ou até ser o supremo dedo-duro e chamar a polícia.

As câmeras internas conseguirão identificar objetos dentro do carro como armas, drogas e bebidas, e isso influenciará na decisão.

Eu tenho plena certeza que esse sistema será o opcional mais ignorado e odiado por todos os motoristas desde que Fred Flintstone botou o pé em -ou melhor, através de- seu carro.

Fico imaginando qual será a maior reação, se as pessoas vão boicotar fervorosamente os carros com esse recurso ou se serão os processinhos™ dos sujeitos condenados pelo sistema e que nem sabiam que ele estava instalado.

O grande medo -e quase certeza- é que um monte de burocratas governamentais estão esfregando as mãos esperando a tecnologia se tornar realidade, para exigirem que venha instalado de fábrica e seja de uso obrigatório.

Fonte: The Sun

Leia mais sobre: , .

relacionados


Comentários