Meio Bit » Entretenimento » Brinquedo Assassino: assista ao primeiro trailer do reboot com Mark Hamill

Brinquedo Assassino: assista ao primeiro trailer do reboot com Mark Hamill

Novo trailer de Brinquedo Assassino mostra Mark Hamill como Chucky. O criador da franquia não faz parte do reboot, e vai fazer sua própria série de TV.

1 ano atrás

A MGM e Orion Pictures divulgaram hoje o primeiro trailer do reboot de Brinquedo Assassino (Child's Play), que deixa de lado tudo o que aconteceu nos últimos 30 anos da franquia e recomeça do zero, para tristeza dos fãs das antigas, mas na esperança de conquistar toda uma nova geração deles.

A história por trás das telas do reboot de Brinquedo Assassino (Child's Play) é bem curiosa e cheia de reviravoltas, e o novo filme acabou surgindo de uma disputa entre o criador dos personagens, Don Mancini, que queria (e vai) continuar a timeline dos filmes em uma série de TV, e a MGM, que produziu a toque de caixa essa nova versão do filme, sem nenhum envolvimento do criador.

A timeline de Chucky já estava bem avançada na franquia, que tem sete filmes produzidos até agora (Brinquedo Assassino 1, 2 e 3 e mais A Noiva de Chucky, O Filho de Chucky, A Maldição de Chucky e O Culto de Chucky, lançado em 2017). Para fazer a voz de Chucky, em vez de Brad Dourif, que interpretou o brinquedo assassino em todos os filmes até agora, agora temos Mark Hamill, que certamente também vai dar conta do recado.

Encabeçando o elenco, além de Hamill, temos Aubrey Plaza de Parks and Recreation como Karen Barclay, que é mãe do garoto Andy, vivido por Gabriel Bateman. Brian Tyree Henry, o sensacional Paperboi de Atlanta, também está no filme.

No filme original, Mancini diz que quis escrever uma sátira sobre como a publicidade afeta as crianças, o que serviu de inspiração para a trama de um assassino que consegue transferir sua alma para um boneco antes de morrer. Ver a sua franquia ganhar um reboot sem contar com a sua participação (ou concordância) por questões contratuais não deixa de ser uma certa ironia, mas apesar do roteirista ter ficado bem chateado, mas pelo menos também terá uma série para dar continuidade aos seus personagens (da qual eu vou falar mais pra frente neste post).

Mark Hamill faz a voz de Chucky no reboot de Brinquedo Assassino

Nem tudo vai ser igual na nova versão cinematográfica das aventuras assassinas de Chucky. Além do visual repaginado do boneco, a principal novidade é que Chucky agora poderá se conectar a outros aparelhos (via Wi-Fi, Bluetooth, imagino) para dominá-los e usá-los para atacar suas vítimas, como é mostrado no trailer em uma cena com um drone ou uma TV, que não me pareceu lá muito ameaçadora.

Será que o público de hoje em dia terá interesse na nova versão? Vamos descobrir em breve, mas uma coisa é certa, no caso de franquias de longa duração, os espectadores andam preferindo ir ao cinema para continuarem a acompanhar uma história, não ver ela contada novamente de um ângulo diferente pela milésima vez.

Se no começo dessa década os reboots estava com tudo, agora estão passando por um momento mais complicado, já que o público de hoje em dia parece mais afeito a assistir continuações do que reboots, por conta de um sentimento de nostalgia, como a Forbes descreve neste texto do ano passado sobre a nova versão de Child's Play, e com o qual concordo muito.

É inevitável lembrar de Hellboy, que foi feito com a mesma premissa e está sendo um retumbante fracasso nas bilheterias americanas, mas vamos esperar pra acompanhar o desempenho do filme. Brinquedo Assassino sempre foi um filme de nicho, assim as expectativas não deveriam ser muito altas, resta saber quanto o novo filme custou pra ser produzido.

Don Mancini não parece muito preocupado com essa questão com relação a sua nova série, pois sabe que tem um público fiel que quer saber o que acontece depois de O Culto de Chucky. Na série, ele vai poder explorar melhor as situações e os personagens, sem ter que recomeçar do zero deixando todo o conteúdo que já produziu de lado como o novo filme vai fazer.

O reboot de Brinquedo Assassino é escrito por Tyler Burton Smith, conhecido por seu trabalho em videogames como Quantum Break e Sleeping Dogs. A direção é de Lars Klevberg, do curta Polaroid, que também vai ganhar esse ano um remake em inglês, Morte Instantânea. Os produtores são David Katzenberg e Seth Grahame-Smith, os mesmos de It: A Coisa.

Brinquedo Assassino estreia lá fora no dia 20 de junho, curiosamente, mesma data de Toy Story 4, o que pode ser considerado uma verdadeira audácia dos seus produtores, mas no Brasil, o fime deve estrear dia 25.

Leia mais sobre: , , , , , .

relacionados


Comentários