Meio Bit » Games » Konami anuncia miniatura do TurboGrafx-16

Konami anuncia miniatura do TurboGrafx-16

Konami surpreende ao anunciar miniaturas do TurboGrafx/PC Engine e com isso deverá ser bem mais fácil termos a oportunidade de jogar neste clássico.

1 ano atrás

Com as conferências das principais empresas tendo acontecido na E3 no início desta semana, era de se imaginar que a feira não teria mais nenhuma grande surpresa. Foi então que surgiu a Konami com algo que beira o inacreditável: o desenvolvimento de um TurboGrafx-16 Mini!

Podendo ser conectado à TV através de um cabo HDMI e contando com recursos como quick save, imagens na proporção 4:3 e linhas que imitam a tela de uma televisão CRT, a empresa revelou ainda que venderá um acessório que permitirá que até cinco pessoas joguem ao mesmo tempo.

Quanto aos jogos que virão na memória do mini-console, por enquanto apenas alguns deles foram revelados, com o detalhe de que as versões americanas e europeias contarão com uma lista um pouco diferente daquela disponibilizada para quem comprar o videogame no Japão, onde o videogame era conhecido como PC Engine.

Os títulos confirmados até o momento são os seguintes:

Estados Unidos/Europa Japão
Alien Crush Bonk’s Adventure
Dungeon Explorer Castlevania: Rondo of Blood
New Adventure Island Dungeon Explorer
Ninja Spirit Super Star Soldier
R-Type The Kung Fu/China Warrior
Ys Book I & II Ys I & II

Vale destacar que originalmente tanto o Ys quanto o Castlevania: Rondo of Blood foram lançados em CD, o que nos leva a crer que outros jogos que apareceram no TurboGrafx-CD também deverão engrossar essas listas. Porém, não sabemos ainda quantos games cada uma delas terá no total.

Lançado no Japão em outubro de 1987, o PC Engine foi desenvolvido pela Hudson Soft e vendido pela NEC, sendo considerado o primeiro videogame da quarta geração. Ao chegar nos Estados Unidos ele teve o seu nome alterado para TurboGrafx-16, numa tentativa de vendê-lo como um console 16-bit, mesmo com o seu processador tendo apenas 8-bit. Porém, com uma campanha de marketing fraca, ele nunca chegou a repetir por aqui o sucesso que fez do outro lado do mundo e por isso poucos foram aqueles que tiveram a oportunidade de jogar em um, principalmente no Brasil.

Com o aparelho e seus jogos tendo se tornado raridade no ocidente, o que ajudou a levar uma parte da biblioteca do TurboGrafx-16 a um número maior de pessoas foi a disponibilização de vários títulos nas lojas virtuais do Wii e do Wii U, e deve ter sido isso o que motivou a Konami a apostar na miniatura. Mas se você ainda não conseguiu entender como a empresa japonesa entrou nesta, isso se deve ao fato deles terem adquirido os direitos sobre a marca TurboGrafx/PC Engine em 2011, quando fecharam a compra da Hudson Soft.

Ainda sem uma data prevista para chegar às lojas e sem um preço revelado, tenho minhas dúvidas se o TurboGrafx-16 Mini conseguirá repetir o sucesso de outras miniaturas, como a do Nintendinho ou a do Super Nintendo. Eu pelo menos adoraria ter um, pois sempre quis jogar num TurboGrafx-16 e a maneira como o anime Hi Score Girl retratou o quanto os japoneses admiravam esse console só fez aumentar essa vontade. Agora, que esse negócio é feio de doer, não resta dúvida.

Fonte: Videogamer.

relacionados


Comentários