Meio Bit » Hardware » GeForce RTX 3090 — nova GPU nVidia promete 8K melhor que 3× PS5

GeForce RTX 3090 — nova GPU nVidia promete 8K melhor que 3× PS5

nVidia apresenta as novas GPUs high-end GeForce RTX 30, baseadas na microarquitetura Ampère: uma RTX 3090 chega aos 36 teraflop/s!

01/09/2020 às 21:11

Enquanto a Microsoft e a Sony evitam (até o momento) dar maiores sobre o preço dos novos consoles, para quem já quiser jogar com gráficos melhores que a nona geração, a nVidia acaba de anunciar suas novas GPUs que estarão presentes nas mais estilosas placas de vídeo desktop. O novo rei do desempenho é o processador gráfico topo de linha GeForce RTX 3090.

Laguna-nVidia-GeForce-RTX-3090-8K-announcement

Crédito: nVidia

No Evento Especial GeForce transmitido nesta terça-feira (1º), Jensen Huang revelou finalmente a tão aguardada série RTX 30 de GPUs. A microarquitetura nVidia Ampère promete aceleração via hardware de inteligência artificial com o dobro de desempenho por watt da arquitetura Turing (RTX 20).

O que isso significa na prática? Bom, se a magia negra chamada DLSS usa núcleos de IA para fazer upscale antialiasing e filtragem de texturas para maquiar uma imagem de determinada resolução nativa em uma maior, podemos ter raytracing em 8K renderizado em tempo real com menor uso de GPU.

Um dos segredos para atingir tal desempenho foi o processo de litografia utilizado: saem os 12 nm da TSMC, estreiam os 8 nm da Samsung. Aliás, o número de núcleos CUDA da GeForce RTX 3090 ultrapassou os dez mil e tal GPU topo de linha possui desempenho bruto de 36 teraflop/s!

Por causa do desempenho imenso, a GeForce RTX 3090 vai precisar de um conector de alimentação de 12 pinos, em vez dos populares 8 ou 6. Seus 24 GB de memória principal GDDR6X transferem dados para a respectiva GPU a 936 GB/s.

nVidia RTX I/O

Laguna-nVidia-RTX-IO

Crédito: nVidia

Falando em memória secundária, as novas RTX 30 estreiam o nVidia RTX IO, que é um recurso que tira da CPU a complexa tarefa de descomprimir dados do SSD. Sim, basicamente a aplicação prática da API DirectStorage encontrada no Windows 10. Recurso semelhante será usado nos novos consoles Xbox Series X|S e PlayStation 5.

Segundo a camaleão verde de Santa Clara, nas GPUs Ampère o RTX IO consegue acelerar nos SSDs NVMe taxas de transferência até 100 vezes maiores e usando apenas 5% do processamento que a CPU precisaria ao descomprimir dados, em comparação com o método tradicional, que é deixando o processador central se virar nos 30. Com isso podemos conseguir nos PCs desktop dois dígitos de gigabytes por segundo, lembrando que o PS5 alcança pico de 8,9 GB/s na descompressão dos dados do SSD.

Óbvio que por causa do preço elevado, o público da RTX 3090 mesmo na civilização será muito mais limitado que o dos consoles. É aí que temos a importância das placas de vídeo menos caras equipadas com a RTX 3080 ou 3070. Se olharmos apenas para a GeForce RTX 3070, temos por 500 dólares um desempenho muito maior que a RTX 2080 Ti, sendo que esta GPU foi lançada para placas de vídeo que custavam o dobro do preço original de etiqueta, 1.000 dólares no final de 2018.

Com o XSX e PS5 vindo realmente na faixa dos 600 dólares, talvez uma RTX 3070 tenha melhor custo benefício caso você já tenha o restante do PC desktop bem atualizado, com SSD NVMe e CPUs AMD Zen 2, por exemplo.

Enfim, abaixo temos algumas das especificações das novas placas de vídeo da nVidia.

nVidia GeForce RTX 30x0 (Ampère) RTX 20
(Turing)
GPU → RTX 3090 RTX 3080 RTX 3070 RTX 2080 Ti
desempenho bruto
(FP16)
35,7 Tflop/s 29,8 Tflop/s 20,4 Tflop/s 13,4 Tflop/s
desempenho em raytracing 69 Tflop/s 58 Tflop/s 40 Tflop/s não divulgado
desempenho bruto nos núcleos Tensor
(AI-FP16)
285 Tflop/s 238 Tflop/s 163 Tflop/s 114 Tflop/s
núcleos CUDA 10.496 8.704 5.888 4.352
frequência em boost 1,7 GHz 1,71 GHz 1,73 GHz 1.545 MHz
VRAM 24 GB G6X 10 GB G6X 8 GB G6 11 GB G6
clock da memória 19,5 GT/s 19 GT/s 16 GT/s 14 GT/s
interface da memória 384 bits 320 bits 256 bits 352 bits
TDP 350 W 320 W 220 W 285 W
consumo não foi divulgado 250 Wh
lançamento em 24 de setembro em 17 de setembro ainda em outubro 20 de setembro
(de 2018)
preço de lançamento US$ 1.499
(ou ≈ R$ 9.999)
US$ 699
(ou ≈ R$ 4.999)
US$ 499
(ou ≈ R$ 2.999)
US$ 999
(ou ≈ R$ 3.999 na época)

·
Antes que alguém pergunte: o tio Laguna usou a cotação do dólar de hoje (R$ 5,40) e arredondou para cima. Ao incluirmos os devidos impostos e o merecido lucro do revendedor, esses preços em reais que calculei aumentariam significativamente.

Fontes: nVidia via Anand Tech, PC Gamer e The Verge.

relacionados


Comentários