Meio Bit » Áudio e vídeo » The Frame da Samsung troca LCD simples por QLED e custa R$ 7 mil

The Frame da Samsung troca LCD simples por QLED e custa R$ 7 mil

Nova tecnologia de tela garante contraste mais intenso e melhor reprodução de cores

2 anos atrás

A Samsung anunciou o lançamento nacional da The Frame com tela QLED. Apresentada ao mundo no final do ano passado, este modelo continua com foco em design, usa e abusa do modo ambiente pra transformar a tela em um quadro e chega ao Brasil custando menos do que a primeira versão, por R$ 7 mil.

Samsung The Frame

Sim, a The Frame continua como uma opção bem cara no pacote de modelos que são vendidos por aqui, mas está muito abaixo do suprassumo em valores da marca coreana. Este pedaço de pódio é reservado pra QLED 8K e que chegou custando até R$ 90 mil, mas pros mortais como nós ainda existe a Q80, que começa por R$ 8 mil.

Agora que você já sabe que a The Frame da Samsung tem um preço elevado, eu vou explicar pra qual público ela é: gente que coloca design em lugar de destaque, que prefere um visual de aparelho elegante, no lugar de tecnologia de ponta. Esse pessoal gasta dinheiro com mais facilidade e é por isso que os R$ 7 mil não são dolorosos pra eles.

Tem custo extra, mas pode valer a pena

Sabendo que design é o foco por aqui, a Samsung continua com uma ideia interessante pra encaixar a The Frame no ambiente onde está. Uma TV sempre tem a marca dela na frente e todo visual de plástico, mas esta que estou falando permite que uma espécie de moldura fique bem acima deste plástico. Ela esconde aquela cara de televisor e vai pra longe com o nome “Samsung” que está na frente.

A moldura é feita em madeira, tem quatro cores diferentes (branca, preta, marrom e bege) e trabalha com imãs que ajudam no encaixe. Estas molduras não vêm na caixa e o custo de cada uma é de R$ 599 (!!!!!).

Samsung The Frame com moldura

Já que é emoldurada, a TV fica parecendo quadro. Por conta disso a Samsung criou uma forma de gastar mais energia de forma bela um modo ambiente e que acontece com a TV desligada - que na real não está desligada. O recurso é o mesmo das gerações passadas e utiliza um sensor de luz pra controlar o brilho de forma bastante precisa, pra exibir imagens que podem ser as suas fotos, ou então uma das pinturas e fotografias de vários museus, como Tate de Londres, Museo del Prado de Madri, com obras que vão até mesmo pro fotógrafo brasileiro Araquém Alcântara.

De fábrica e sem custo extra já estão 20 opções de imagens, mas o acervo pode ser maior com a compra de obra por obra por R$ 66 ou em uma assinatura de R$ 16 por mês pra mais de 100 imagens. Custo extra que pode não fazer o menor sentido pro usuário final, mas pro arquiteto que curte muito uma TV que quer ser quadro e tem bala na agulha, o valor individual sai mais barato do que uma reprodução oficial, ou o quadro de verdade - eu continuo achando uma loucura pagar assinatura pra deixar a TV ligada, gastando mais energia.

Então você me pergunta: “Ela é porcaria, só que bonita por fora?” Não, a The Frame manda bem em aspectos importantes e que chamam atenção até mesmo pra quem não tem o design como principal recurso obrigatório - como eu, por exemplo.

Pontos quânticos no lugar do LCD simples

A maior e mais importante alteração neste modelo, é que a Samsung deixou de lado o LCD simples que equipava o televisor até a geração passada e agora coloca um painel QLED, quase que o mesmo que está na Q60R. Isso significa que as cores são geradas de forma diferente, com ajuda de minúsculos cristais e o contraste também agradece. É um caminho intermediário entre o que existe lá nas telas OLED e o mais simples, que é o LCD.

The Frame de frente

A tela é de 55 polegadas e utiliza resolução 4K, com imagens que são enviadas até o display a partir de uma unidade externa e que concentra todas as conexões possíveis. Os dados e energia seguem então pra The Frame em um cabo que quer ser transparente, mas ainda não é. A ideia é de tirar os fios da traseira do televisor e deixar esta caixa escondida, em um canto fechado.

Tudo isso custa R$ 7 mil, com o extra pra moldura (se você quiser). Se você quer apenas a mesma tela, só que sem este visual focado em design, eu recomendo a Q60R, que é basicamente a The Frame sem a parte de beleza exterior tão impecável. Ela foi lançada por R$ 5,5 mil e no momento da publicação deste artigo, o modelo de mesma polegada que a The Frame pode ser encontrado por aproximadamente R$ 3,6 mil.

É mais barata? Sim, quase custando a metade, mas não tem nenhum apelo visual externo que a The Frame tem. Este apelo tem seu preço e seu público, e se você só achou caro até agora, você não é o público desta TV.

Leia mais sobre: .

relacionados


Comentários