Meio Bit » Games » Intel World Open será torneio de eSports nas Olimpíadas de Tóquio

Intel World Open será torneio de eSports nas Olimpíadas de Tóquio

Embora não aconteça dentro das olimpíadas, Intel World Open será torneio de eSports realizado nos dias que antecedem Tóquio 2020.

43 semanas atrás

Depois do Comitê Olímpico Internacional flertar com a inclusão de videogames nas Olimpíadas e até realizar um fórum sobre eSports, a ideia acabou perdendo muita força nos últimos meses. Mesmo assim, isso não significa que as empresas do ramo tenham desistido de explorar a próxima edição dos jogos olímpicos e uma que deverá ser destaque neste sentido é a Intel.

Rocket League - Intel World Open

Através de uma parceria com a Capcom e a Psyonix, a empresa americana anunciou a realização da Intel World Open, uma competição que acontecerá em Tóquio entre 22 e 24 de julho de 2020, justamente o dia em que terá início as Olimpíadas no arquipélago japonês.

Contando com um torneio de Street Fighter V e outro de Rocket League, a premiação chegará a US$ 250 mil para cada jogo e os interessados em participar primeiro terão que disputar uma classificatória online que acontecerá em março do ano que vem. Depois os quatros melhores colocados disputarão uma eliminatória em Katowice, Polônia, para então sabermos quais países serão representados na Intel World Open.

Vale lembrar que além de algo parecido ter acontecido na Rio 2016, esta não será a primeira vez que a Intel se aproxima do COI. Em 2018 a companhia já havia realizado uma competição na Coreia do Sul durante as Olimpíadas de Inverno. Porém, naquela ocasião o único jogo disputado foi o StarCraft II e ao contrário do que acontecerá em Tóquio, as partidas não contaram com a presença do público.

Este é um novo torneio e que visa celebrar os nossos valores — sendo aberto e acolhedor para qualquer pessoa, em alinhamento com as Olimpíadas,” afirmou Mark Subotnick, diretor de desenvolvimento de negócios para games e eSports da Intel. “Realmente não existe um país anfitrião melhor para iniciarmos isso do que o Japão. É o primeiro lugar para a Intel World Open e possui uma história extremamente rica nos games. Estamos honrados por podermos adicionar o futuro brilhante dos eSports no Japão.

Mesmo com a Intel World Open não podendo ser considerada a tão sonhada (ao menos para alguns) inclusão dos jogos eletrônicos no quadro olímpico, ela serve para confirmar que o COI não rechaça totalmente a ideia. Um dos motivos para o comitê não ver os games com bons olhos estaria na violência presente em boa parte dos títulos e por isso tanto o Street Fighter V quanto o Rocket League parecem ter sido escolhidos a dedo.

Além de apelarem para um público bem amplo, as criações da Capcom e da Psyonix já se mostraram muito bem sucedidos nos eSports, afinal qualquer pessoa consegue entender o que está acontecendo no jogo de luta ou no que funciona como uma partida de futebol com carros (por mais que este último seja um tanto absurdo).

Já pelo lado das desenvolvedoras, esta poderá ser uma ótima oportunidade para tornar as suas criações ainda mais populares e por mais que algumas pessoas ainda tenham muita resistência à ideia de videogames serem considerados esportes, não tenho a menor dúvida de que muitas empresas adorariam ter este tipo de publicidade.

Fonte: Esports Insider.

Leia mais sobre: , , , , .

relacionados


Comentários