Meio Bit » Games » Outer Wilds e a visibilidade ganha com o Xbox Game Pass

Outer Wilds e a visibilidade ganha com o Xbox Game Pass

Segundo um dos criadores do Outer Wilds, serviços de assinatura como o Xbox Game Pass tem permitido que jogos pouco usuais tenham um maior destaque.

30 semanas atrás

Quando soube que o Outer Wilds estaria disponível no Xbox Game Pass no dia do seu lançamento, a primeira coisa que passou pela minha cabeça foi: como o pessoal da Mobius Digital obterá um lucro significativo se o título poderá ser aproveitado “gratuitamente” por todos que assinam o serviço da Microsoft?

Outer Wilds

Sem sabermos quanto cada desenvolvedora recebe da Gigante de Redmond para adicionar seus jogos ao catálogo do Game Pass, a impressão é de que o faturamento pode ser afetada por uma queda nas vendas e embora algumas empresas afirmem que é justamente o contrário que tem acontecido, a certeza mesmo é a visibilidade que o serviço tem dado aos títulos mais, com todo o respeito… diferentes.

Quem defendeu essa linha de raciocínio foi Loan Verneau, um dos responsáveis pelo Outer Wilds, jogo que acabou se tornando uma das maiores surpresas de 2019 e que devido a sua mecânica pouco usual, poderia ter recebido muito menos atenção caso só estivesse disponível da maneira mais tradicional.

Ao conversar com o site GamesIndustry, o diretor criativo do estúdio disse o seguinte:

Nós estamos no Game Pass para o Xbox e tem sido realmente fantástico, porque penso que isso trouxe muitos jogadores para o game e que poderiam nem saber sobre ele de outra forma. Então penso que isso tem sido uma grande mudança. Da mesma maneira que eles mudaram os mundos da TV e dos filmes, os sistemas de assinaturas também impactarão a indústria de games significativamente. Nós estamos começando a ver isso e começando a ver eles talvez desbloquearem o mercado para coisas mais estranhas e mais originais que antes seriam mais arriscadas.

Tal comentário reforça algo que foi defendido recentemente por Ben Decke, quando o diretor de marketing do Game Pass afirmou que um assinante do serviço tende a jogar 40% mais jogos e a se aventurar por 30% mais gêneros. Ainda segundo ele, há registros de títulos independentes que viram o número de seus jogadores aumentar 30 vezes depois deles serem adicionados ao sistema de assinatura.

Portanto, no caso do Outer Wilds o pessoal da Mobius Digital parece estar bastante satisfeito por permitir que o jogo seja aproveitado por um público maior. No entanto, é estranho vê-los defender o Xbox Game Pass por ele dar mais visibilidade à sua criação e ao mesmo tempo o estúdio ter fechado um acordo de exclusividade temporária com a Epic Games Store quando se trata do PC.

Ou seja, por mais que a ideia de disponibilizar sua criação para o maior número de pessoas seja muito bacana, no fundo tudo se resume a quantidade de dinheiro que isso poderá lhe render, seja hoje ou no futuro. Hoje a Mobius é uma desenvolvedora muito mais conhecida do que antes de lançar o excelente Outer Wilds e se esse título inicialmente não despertou a atenção de mais jogadores, tê-lo oferecido pelo Game Pass pode ter sido uma ótima maneira de atrair compradores para um próximo lançamento.

Resta saber se daqui alguns anos algumas das desenvolvedores indies que acreditaram no Game Pass e na loja da Epic ainda estarão por aí para colher os possíveis frutos dessas apostas.

relacionados


Comentários