Meio Bit » Entretenimento » MoviePass: empresa decreta falência e serviço não volta mais

MoviePass: empresa decreta falência e serviço não volta mais

A empresa dona do MoviePass entrou com um pedido de falência, acabando com as chances do serviço de assinatura de cinema voltar a funcionar um dia

23 semanas atrás

Durante muito tempo, assinar o MoviePass foi um sonho que tive, caso um dia fosse morar nos Estados Unidos, uma assinatura que permitia assistir a todos os filmes que bem entendesse no cinema. Parecia bom demais pra ser verdade e infelizmente era, e a vaca já tinha ido pro brejo em setembro do ano passado, quando o MoviePass foi descontinuado, mas ainda existia uma possibilidade, que agora terminou de vez com a falência da empresa que era dona do serviço.

Empresa dona do MoviePass declara falência

A dona do MoviePass, a Helios and Matheson Analytics (HMNY), tinha declarado no ano passado que "não podia prever quando e se o serviço iria continuar", o que tinha deixado uma pontinha de esperança nos usuários, mas dessa vez não teve jeito, não, passaram o rodo. Infelizmente os prejuízos causados pelo serviço e a falta de um modelo viável de negócios acabaram sendo uma pá de cal no MoviePass, e a HMNY precisou declarar falência.

Pelas declarações dos responsáveis, o fim é definitivo, e não existe mais nenhuma chance do serviço voltar a funcionar. O site ainda está com a mensagem de interrupção do serviço, postada em setembro do ano passado, mas em pouco tempo deve sair do ar de vez. Na época, uma das possibilidades citadas seria vender o serviço e a marca para outras empresas, mas parece que ninguém se interessou.

Pra quem ainda esperava por um final feliz pra história do MoviePass, ele acabou mesmo não vindo, e agora a empresa vai fechar as portas e mandar todo mundo embora. Triste fim para uma serviço que parecia o máximo, mas não fazia muito sentido no mundo real, por mais que tenha atraído a atenção e capital de investidores quando foi apresentada.

E será que existe alguma alternativa? Lá fora existem algumas, e o Brasil até tinha um serviço similar bem interessante, o Primepass, que quando foi lançado funcionava basicamente da mesma forma, e permitia assistir a 30 filmes por mês por R$ 69,90, o que era mais do que justo (além de suficiente). É claro que não podia durar muito, e não durou mesmo.

Em uma realidade na qual os serviços de streaming custam cada vez mais barato, mesmo aqui no Brasil, fica difícil competir.

Assim como o MoviePass, o pacote de 30 filmes do Primepass pelo visto não estava dando muito certo, já que eles mudaram o seu plano de negócios e hoje em dia só permitem 4 sessões por mês por R$ 49,90, o que não é nem de longe a mesma coisa, então sinceramente não merecem nem ganhar um link.

Por aqui, grandes redes de cinema como Cinemark e UCI contam com seus próprios programas de fidelidade, mas basicamente é isso. Se alguém souber de algum serviço de assinaturas que realmente funcione por aqui ou lá fora, por favor me avise. Fica a nossa torcida para que apareça um serviço de assinaturas novo, aqui ou lá fora.

relacionados


Comentários