Meio Bit » Filmes e séries » Disney+ chega a 28,6 milhões de assinantes pagos

Disney+ chega a 28,6 milhões de assinantes pagos

A Disney comemora a marca de 28,6 milhões de assinantes pagos no seu serviço Disney+, graças ao seu grande catálogo e a série original The Mandalorian

22 semanas atrás

O Disney+ conseguiu alcançar 28,6 milhões de assinantes pagos desde o seu lançamento até o dia 3 deste mês, superando as previsões mais otimistas do mercado e da própria Disney. 10 milhões de usuários foram cadastrados no primeiro dia de funcionamento do serviço de streaming no dia 12 de novembro, um número bem expressivo, muito por conta da série The Mandalorian que é o carro-chefe da programação, mas também não dá para menosprezar o apelo dos clássicos da Disney que estão no catálogo do novo serviço.

Interface do Disney+

Para manter a sua base de assinantes no serviço, a Disney está preparando três séries originais da Marvel, Falcão e o Soldado Invernal, WandaVision e Loki, que tiveram teasers exibidos no Super Bowl, domingo passado (assista aos melhores trailers do evento neste post). A primeira série estreia em agosto e a segunda em dezembro, enquanto a data de estreia de Loki ainda não foi anunciada.

A franquia Star Wars também terá novas séries no serviço, uma com o personagem Cassian Andor (Diego Luna) e seu robô K-2SO (Alan Tudyk) (ambos de Rogue One) e a outra sobre o destino de Obi-Wan em Tatooine, mas estas ainda não têm data de lançamento, e certamente só irão estrear depois da segunda temporada de The Mandalorian, que chega em outubro deste ano.

O Disney+ custa US$ 7, mas com as várias promoções de lançamento, além do pacote junto com o Hulu e o ESPN+, a média por usuário passou para US$ 5,56. A Disney tem um bom número de assinantes em seus três serviços, 63,5 milhões de assinantes, sendo 30,7 milhões no Hulu, US$ 28,6 milhões no Disney+ e 7,6 milhões no ESPN+. Os custos da divisão de streaming da Disney chegaram a US$ 693 milhões no trimestre, e a empresa espera que o Disney+ se torne lucrativo em 2024, e o Hulu em 2023 ou 2024.

No Brasil, o serviço ainda não deu as caras, e enquanto ele não chega, a Disney fez um acordo com a Amazon para oferecer vários de seus lançamentos como Vingadores: Ultimato e a versão live action de Aladdin, que estão disponíveis no Prime Video. Como trunfo e atrativo para o lançamento local do seu serviço de streaming, a empresa deixou de fora do negócio a série original The Mandalorian.

Leia o press release no site da Disney sobre o sucesso do serviço.

relacionados


Comentários