Meio Bit » Games » Microsoft revela novos detalhes do Xbox Series X

Microsoft revela novos detalhes do Xbox Series X

Com uma GPU de 12 Tflop/s e processador AMD Zen 2, o Xbox Series X promete ser um verdadeiro salto para a próxima geração de consoles.

19 semanas atrás

Daqui até o final deverá se tornar cada vez mais comum vermos tanto a Sony quanto a Microsoft divulgarem informações sobre os seus futuros consoles. Esta é uma das melhores maneiras que tentar conquistar os consumidores e se você gostaria de saber o que esperar do Xbox Series X, provavelmente ficará feliz com um texto publicado por Phil Spencer.

Xbox Series X

Nele o chefe da divisão Xbox detalha diversos aspectos do console, começando pelo o seu poderio técnico. Segundo Spencer, o Xbox Series X virá equipado com um processador AMD Zen 2 de arquitetura RDN2 e isso deverá fazer com que o aparelho seja quatro vezes mais poderoso que um Xbox One, mas quando se trata da placa de vídeo a diferença será ainda maior. Equipada com 12 Tflop/s, a GPU terá o dobro de capacidade de processamento do Xbox One X e mais de oito vezes quando comparado com o modelo padrão daquele videogame.

Com isso, o executivo disse acreditar que o Xbox Series X representará um verdadeiro salto de geração, com as técnicas empregadas por eles no console permitindo que as desenvolvedoras obtenha uma taxa de frames maior, além de criarem mundos mais sofisticados e uma experiência imersiva como nenhum outro console é capaz.

Spencer ainda falou sobre o Raytracing acelerado por DirectX permitirá que a iluminação seja mais natural nos games, além da utilização de uma tecnologia própria chamada Variable Rate Shading (VRS). Com ela o poder do videogame poderá ser utilizado melhor, já que ao invés da GPU gerar todos os pixels que veremos na tela, os estúdios poderão priorizar certos efeitos dos personagens e do ambiente. O objetivo? Alcançar resoluções e taxas de frames mais altas, sem prejudicar a qualidade da imagem.

Phil Spencer ainda aproveitou para confirmar que o Xbox Series X poderá ter jogos rodando a até 120 FPS; falou sobre como o SSD utilizado por eles permitirá a criação de mundos maiores, mais dinâmicos e praticamente sem tempo de carregamento; e ainda citou o novo sistema de Quick Resume, que nos permitirá continuar quase que imediatamente diversos títulos que estiverem num estado de suspensão.

Por fim, foi esclarecido alguns pontos sobre a maneira como o novo console lidará com títulos das gerações passadas. A primeira boa notícia é que no Series X teremos acesso a títulos que foram lançado lá para o primeiro console da Microsoft e se eles rodam no One, rodarão no seu sucessor.

Também podemos esperar que esses jogos retrocompatíveis funcionem com uma qualidade de imagem melhor e com tempos de carregamento menores. Ou seja, se hoje jogar um Red Dead Redemption ou um Ninja Gaiden Black no Xbox One X já é uma experiência muito melhor do que quando tais títulos foram lançados, no Xbox Series X o desempenho deverá torná-los ainda mais interessantes. Também está confirmada a compatibilidade com acessórios lançados para o One, como por exemplo o controle.

A Microsoft também está prometendo que todos os jogos publicados por eles farão parte do que costumamos chamar de cross-buy. Ou seja, se você comprar o Halo Infinite para o One, terá direito a uma cópia também para o Series X. Tal recurso estará disponível para qualquer editora que quiser usá-lo e uma que já confirmou a adoção é a CD Projekt Red e o seu Cyberpunk 2077. Alegando que ninguém deveria ser obrigado a comprar um jogo duas vezes, eles disseram que quem adquirir o título para o One terá direito a um upgrade gratuito para a versão do jogo para o Xbox Series X.

Por enquanto ainda não temos uma data prevista para o lançamento do novo videogame, muito menos sabemos o preço que será cobrado por ele. A expectativa é para que essas informações sejam feitas durante a próxima E3, que acontecerá entre os dias 9 e 11 de junho.

Leia mais sobre: , .

relacionados


Comentários