Meio Bit » Hardware » Intel Tiger Lake: chips 10 nm++ para laptops chegam em breve

Intel Tiger Lake: chips 10 nm++ para laptops chegam em breve

Processadores Intel Tiger Lake, impressos no processo 10 nm++ serão lançados em meados de 2020; chips sucederão linha Ice Lake

14 semanas atrás

A Intel finalmente parece ter estabilizado sua produção de chips de 10 nanômetros: em comunicado aos investidores, a companhia revelou que a família de processadores para laptops Tiger Lake, do processo de arquitetura atualizado (10 nm++) e sucessora dos chips Ice Lake, deverá ser apresentada em meados de 2020.

Intel / processador core para notebooks

Na última quinta-feira (23) a Intel publicou seus resultados financeiros para o primeiro trimestre de 2020, e na contramão do mercado geral, a companhia registrou uma forte alta na receita bruta: foram US$ 19,8 bilhões, US$ 3,7 bilhões a mais em relação ao mesmo período de 2019.

A explicação para isso é a COVID-19: graças à quarentena, as pessoas estão comprando laptops para viabilizar o Home Office. AMD e nVidia também registraram altas em suas respectivas receitas no período, o que aponta para um "boom" atípico na venda de notebooks e ultrabooks.

Por conta dessa alta no consumo sazonal, que pode não durar, e com a possibilidade de perder a Apple, um de seus principais clientes, a Intel tomou algumas atitudes para se precaver, como a recompra de US$ 4,2 bilhões em ações. Outra ação, esta há muito esperada, é a estabilização e expansão de sua linha de chips de 10 nanômetros.

A Intel se enrolou por anos com a arquitetura, foi obrigada a abandonar a estratégia "tick-tock" e otimizar o processo de 14 nanômetros até não poder mais (a linha Comet Lake-H é a mais recente), mas tudo tem um limite. Assim, em 2019 a companhia apresentou os primeiros chips Ice Lake, que utilizam uma CPU de 10 nm e um chipset PCH de 14 nm.

O processo é similar à técnica da AMD com a plataforma Zen 2, mas esta usa CPUs de 7 nanômetros. Sim, há um consenso de que a definição de "nanômetro" difere um pouco entre as duas companhias, mas empresas que fabricam de chips ARM móveis, como TSMC (linhas Apple AX e AXX), Qualcomm (Snapdragon), Samsung (Exynos) e Huawei (Kirin) dominam os 7 nm há tempos.

A linha Ice Lake é composta apenas de chips para laptops, e tudo indica que o mesmo ocorrerá com a Tiger Lake, a próxima geração de processadores de 10 nanômetros da Intel.

Intel / cronograma da linha Tiger Lake para 2020

A Intel anunciou que o lançamento dos chips impressos no processo 10 nm++, sucessora da Ice Lake (10 nm+, posterior ao original 10 nm da linha Cannon Lake), deverá ser realizado "em meados de 2020", sem definir datas. A princípio novamente o foco será concentrado em laptops, portanto, é possível que vejamos notebooks e ultrabooks com tais processadores chegando ao mercado a tempo das festas de fim de ano.

Apesar da cautela, há indícios de que a Intel está depositando bastante confiança no processo de 10 nanômetros, visto que o lançamento da linha Xeon Cooper Lake, que promete componentes de até 56 núcleos e 112 threads, foi parcialmente cancelado. Tais chips serão lançados em 2020 num escopo bem menor, pois os Xeon Ice Lake também estão a caminho.

O que o CEO da Intel Bob Swann não comentou é o que todo mundo quer saber: processadores para desktops voltados ao usuário final. Oficialmente não há planos para novos lançamentos, sejam da linha Tiger Lake, da Ice Lake ou mesmo da Comet Lake. Isso posto, a companhia concentrará seus esforços em mercados com retorno rápido e garantido, como laptops e servidores.

Com informações: ExtremeTech.

Leia mais sobre: , .

relacionados


Comentários