Meio Bit » Games » Nintendo » Nintendo e a sua bizarra preferência por Friend Codes

Nintendo e a sua bizarra preferência por Friend Codes

De acordo com a Nintendo, simplicidade e conforto são os motivos para ela ter adotado o sistema de identificação conhecido como Friend Codes

14 semanas atrás

A Nintendo está longe de ser uma empresa perfeita e quando se trata da parte online, há muitos detalhes que ela poderia melhorar. Contudo, se existe uma coisa que nunca consegui entender (e aceitar), é o fascínio que esta companhia tem por fazer com que os seus usuários sejam identificados por uma sequência de números, os famigerados Friend Codes.

Nascido na época do Wii e sendo utilizado até hoje, esse método de identificação composto por 12 caracteres é horrível, sendo difícil de memorizar e pouquíssimo prático quando se trata de compartilhar nossa identidade com amigos. Pois o motivo para os Friend Codes terem sido escolhidos foi porque, na mentalidade dos executivos da Nintendo, eles seriam mais simples do que nomes de usuários.

Tal explicação surgiu nos últimos dias, quando começou a circular pela internet uma apresentação (PDF) feita pela empresa para explicar como funcionaria a porção online do Wii. O arquivo teria vazado após a invasão em um dos servidores da BigN de uma empresa parceira e na parte em que fala dos Friend Codes, podemos ler o seguinte:

A princípio, havia a opinião de que ao invés de 12 dígitos, um nome de usuário escolhido livremente poderia ser melhor. Problemas ao utilizar nomes de usuários incluem:

  • Existe uma alta probabilidade de nomes duplicados. Quando isso acontece, múltiplas reentradas são necessárias. (Conflita com o principio ‘Simples’.)
  • É possível adivinhar o nome de usuário de alguém ao tentar diferentes variações do seu atual nome. (Conflita com o princípio ‘Confortável’.)

O que acho mais interessante nesta suposta apresentação é a utilização das palavras simples e confortável, pois na minha opinião, identificar as pessoas por uma sequência de 12 números vai justamente na direção oposta destes princípios. Tudo bem, eu até consigo entender a ideia de facilitar o processo de criação de uma nova conta, mas será que isso deveria estar a frente de todo o resto e os efeitos colaterais resultantes desse modelo justificam a sua utilização?

No entanto, talvez o pior mesmo seja o fato de que, mesmo tendo sido criticada por este conceito há mais de uma década, a Nintendo continua insistindo nele, mesmo com Sony, Microsoft e praticamente todas as outras empresas relacionadas a videogames (e até de outras áreas) tendo optado por facilitar nossas vidas ao adotar o bom e velho nome de usuário.

Friend Codes

Por outro lado, há de se reconhecer que a utilização de Friend Codes não se tornou um problema tão grande a ponto de interferir nas vendas dos aparelhos em que foram utilizados. Curiosamente, do Wii para cá apenas o Wii U não utilizou esse método de identificação e embora este videogame tenha sido um enorme fracasso, sabemos que não foi esse o motivo responsável pelo insucesso.

Enfim, isso me fez pensar no ICQ, aquele programa de mensagens instantânea que fez muito sucesso no final da década de 90 e por onde também éramos conhecidos por uma sequência de números. Por um bom tempo em lembrei do meu, mas mesmo admirando aqueles que ainda guardam suas IDs na cabeça, esta é uma memória que não tenho a menor vergonha de ter perdido.

Fonte: Destructoid.

Leia mais sobre: , .

relacionados


Comentários