Meio Bit » Mobile » LG e Samsung produzirão telas OLED do iPhone 12

LG e Samsung produzirão telas OLED do iPhone 12

Aparelhos da linha iPhone 12 terão telas apenas OLED; LG ficará responsável por 27% dos displays e Samsung perderá monopólio do componente

18 semanas atrás

A tela OLED do iPhone deixou de ser um feudo da Samsung: segundo informes, a Apple dividiu a responsabilidade de produção dos displays de seu próximo smartphone entre a atual fornecedora e sua eterna rival, a LG. A decisão se deu pelo fato de que a linha 2020 abrirá mão completamente das telas LCD, fornecidas pela LG, e a maçã não quer depender apenas da Samsung.

André Fogaça / Apple iPhone 11 Pro Max / Meio Bit

A rusgas ao longo dos anos entre a Apple e a Samsung minaram a confiança de Cupertino na gigante sul coreana, ao ponto desta perder muito espaço na cadeia de suprimentos. Tomemos como exemplo o que aconteceu com os processadores AX e AXX: de fornecedora exclusiva, a Samsung foi completamente preterida em favor da taiwanesa TSMC, não só por melhores resultados, como também foi a forma da Apple de se livrar do desafeto.

O tempo foi passando e a Samsung foi perdendo mais e mais espaço, mas o fornecimento de displays OLED para os iPhones de ponta ainda eram um monopólio seu. Os motivos esbarram de novo na Experiência de Uso que a Apple tanto preza, e não é segredo para ninguém que a qualidade das telas dos coreanos é absurda.

Só que a Apple também não quer que a Samsung permaneça dominando o fornecimento de um componente, e sejamos francos, a longo prazo planeja limar a empresa de vez de sua lista de fornecedores. Um bom exemplo são as pesquisas internas para a produção de telas microLED, mirando inicialmente nos Apple Watches.

Voltando ao iPhone, atualmente a produção de telas é dividida entre a Samsung, que entrega os displays OLED, e sua concorrente direta LG, responsável pelos displays LCD para iPads e os modelos de iPhones mais simples, como o iPhone XR e o iPhone 11. O problema é que para a linha iPhone 12, o LCD será abandonado em prol de aparelhos somente com telas OLED.

Segundo fontes, os quatro modelos que chegarão ao mercado contarão com os seguintes displays:

  • iPhone 12: 5,4 polegadas;
  • iPhone 12 Max: 6,1 polegadas;
  • iPhone 12 Pro: 6,1 polegadas;
  • iPhone 12 Pro Max: 6,7 polegadas.

Apple / iPhone 11 Pro Max

Como a última coisa que a Apple deseja é entregar toda a produção de telas do iPhone na mão da Samsung, as coisas mudaram e a gigante coreana perdeu o monopólio do OLED: segundo o site sul-coreano TheElec, a divisão LG Display recebeu a quase totalidade dos pedidos de displays de 6,1 polegadas para o iPhone 12 Max (provavelmente há diferenças técnicas entre este e o equipado no iPhone 12 Pro), totalizando 20 milhões de unidades do componente.

De acordo com as fontes, o total de pedidos de telas feitos pela Apple para a linha iPhone 12 é de 75 milhões de componentes, assim, a Samsung ficaria responsável por 73,3% do montante, enquanto a LG Display entregará os 26,7% restantes. Embora seja um número pequeno, é bom lembrar que a TSMC também começou assim, comendo pelas beiradas dos processadores.

Ao mesmo tempo, a chinesa BOE Technology também teria assegurado um contrato de fornecimento de telas, mas não teria sido certificada para a produção de componentes OLED; o mais provável é que a empresa responda pelos displays de modelos legados, como o iPhone 11, enquanto a LG Display manterá a produção de telas dos iPads.

Em um mundo ideal, a Apple se livraria ambas empresas sul-coreanas e fecharia com a BOE, que vem investindo na mesma tecnologia OLED da Samsung (foi ela quem equipou o Huawei P30 Pro), mas ao menos por enquanto, é mais prudente para Cupertino manter na folha de pagamento quem melhor atende suas necessidades.

Com informações: TheElec (em coreano), DigiTimes.

Leia mais sobre: , , , , .

relacionados


Comentários