Meio Bit » Games » Desenvolver para o PlayStation 5 deverá ser mais caro

Desenvolver para o PlayStation 5 deverá ser mais caro

Com a chegada do PlayStation 5 se aproximando, executivo da Sony admite que desenvolver para o console deverá ser mais caro do que para a atual geração

27 semanas atrás

Todo mundo está ansioso pela chegada da próxima geração, com a promessa de que os tempos de carregamentos serão menores e de termos gráficos ainda mais bonitos do que atualmente. Porém, muitas pessoas ainda não se deram conta de um detalhe importante: desenvolver títulos para os novos consoles — especialmente para o PlayStation 5 — deverá ser mais caro do que o que vemos hoje em dia.

Playstation 5

Quem fez tal afirmação foi Jim Ryan, presidente e CEO da Sony Interactive Entertainment e que, além de ter confirmado o lançamento do videogame para o fim de 2020, entrou no assunto após ser questionado sobre o quão caro foi criar a tão elogiada demo da Unreal Engine 5.

Eu acho que, na medida em que a tecnologia permite que o lado dos gráficos se torne mais interessante e realista, [os jogos] se tornarão um pouco mais intensivos do lado humano e de capital para serem produzidos. Então sim, acho que provavelmente haverá um aumento nos orçamentos de produção. Nós não vemos isso como sendo um aumento massivo, e é por isso que queremos fazer mais rápido do que jamais fizemos para oferecer uma fértil base instalada para as pessoas que criam jogos poderem monetizá-la. Se conseguirmos acompanhar um provável aumento nos custos de desenvolvimento, então a indústria poderá continuar prosperando.

Considero interessante essa ideia de tentar vender a maior quantidade possível de PlayStation 5 o quanto antes, pois com mais consoles na rua, maiores as chances dos estúdios venderem suas criações. O problema é que aí caímos num paradoxo, já que para expandir essa base, uma das estratégias mais comuns é lançar exclusivos, mas como fazer isso sem ignorar os mais de 100 milhões de PS4 que já foram vendidos?

Pois de acordo com Jim Ryan, a Sony sabe que tem uma “responsabilidade em servir a comunidade PS4 por muitos anos após o lançamento do PS5”, já que mesmo se entre 15 e 25 milhões de pessoas migrarem para o novo console, ainda restará uma quantidade imensa de jogadores que poderiam continuar comprando games para o PlayStation 4.

Isso quer dizer então que o atual videogame da empresa continuará sendo abastecido com criações do seus estúdios? Não necessariamente e no fundo até acho essa possibilidade improvável. Por outro lado, seria bastante perigoso a fabricante simplesmente virar as costas para todos esses consumidores.

Talvez eles consigam amenizar isso incentivando as desenvolvedoras externas a lançarem suas criações também para o PS4, o que pode acontecer naturalmente devido a uma maior chance de venda. Ou seja, como sempre acontece numa mudança de geração, muitas pessoas continuarão curtindo o console mais antigo por um bom tempo e por isso novos jogos deverão continuar chegando a ele pelos próximos meses, talvez até anos.

Já em relação ao aumento no custo de produção dos jogos para PlayStation 5, lembro de ter ouvido uma conversa parecida quando o PS4 estava para ser lançado e embora não tenhamos visto os games passarem a ser vendidos por preços maiores, é inevitável que as empresas queiram minimizar os riscos envolvidos. Na atual geração isso aconteceu principalmente através da adoção de microtransações e a dúvida que fica é sobre que estratégia de negócios os estúdios adotarão para tentar alcançar nossas carteiras.

Fonte: MCV

Leia mais sobre: , .

relacionados


Comentários