Meio Bit » Games » The Last of Us Part II e a excelência técnica nos detalhes

The Last of Us Part II e a excelência técnica nos detalhes

Com os jogadores impressionados, funcionários Naughty Dog falam sobre os incríveis sistemas de animação facial e física de cordas do The Last of Us Part II

22/06/2020 às 8:27

Nos últimos dias milhões de pessoas passaram a conhecer a jornada por vingança encarada por Ellie, no The Last of Us Part II. Com boa parte desses jogadores estando de queixo caído com a qualidade do game, aos poucos os funcionários da Naughty Dog estão revelando alguns detalhes bem interessantes sobre a produção, o que só reforça o cuidado que o estúdio teve com o projeto.

The Last of Us Part II

Uma dessas informações sobre o processo de criação foi foi dada pelo designer de som Neil Uchitel, que após ver o ator Roger Clark (o Arthur Morgan de Red Dead Redemption II) afirmar que o TLoU2 tem as melhores animações faciais já feitas, disse o seguinte:

Uma coisa que talvez você não tenha notado é que toda as animações faciais de gameplay (tirando cinemáticas) são sistêmicas. Não é captura facial. É um espantoso sistema criado pelo animador Keith Paciello. É algo que ninguém jamais viu nos games.

Ele faz com que todas as animações do jogo não precisem ser feitas a mão. Linhas de diálogos são marcadas com uma emoção vinda de uma grande lista e o personagem demonstra a emoção enquanto estiver dizendo a linha, perfeitamente. Cada personagem possui a seu próprio conjunto de animações. É totalmente brilhante.

Uchitel ainda fez questão de deixar claro que nas cenas não-interativas o estúdio recorreu à captura de movimentos e embora ele não tenha falado sobre isso, imagino que a ideia de Paciello tenha poupado bastante tempo e dinheiro do desenvolvimento. Por outro lado, o quão bem escrito precisou ser essa mecânica, para evitar que o The Last of Us Part II não fosse uma chuva de animações desconexas ou até estar repleto de bugs neste aspecto?

Agora, se você não achou a animação facial do jogo nada fora do normal ou não se impressionou com a solução encontrada pelo animador, recomendo dar uma olhada no vídeo abaixo. Nele podemos ver o incrível sistema de física desenvolvido para as cordas que encontramos durante a aventura. Confira:

Gostou? Pois de acordo com o codiretor Kurt Margenau, isso é resultado do trabalho do programador de física Jaros Sinecky, que já tinha feito algo parecido no Uncharted 4: A Thief's End, mas permitir que a corda tivesse alguma folga acabou se mostrando uma tarefa muito mais complicada. Porém, no The Last of Us Part II podemos ver que o sujeito atingiu o objetivo.

Esses são portanto apenas dois exemplo da excelência alcançada pela Naughty Dog neste ótimo jogo e o que me deixa mais feliz é perceber que ele não se trata apenas de uma demo técnica. Com uma excelente jogabilidade e um enredo que nos faz refletir sobre muitas coisas, o TLoU2 é um dos raros casos em que todos os aspectos da obra estão praticamente no mesmo (alto) nível.

Fonte: VG247.

relacionados


Comentários