Meio Bit » Hardware » Especificações da memória RAM DDR5 estão prontas

Especificações da memória RAM DDR5 estão prontas

Memórias DDR5 terão 4 vezes mais densidade, frequência de até 6.400 MHz e regulador de tensão integrado; lançamento está previsto para 2021

16/07/2020 às 10:30

A próxima geração das memórias RAM vem aí: o JEDEC, consórcio que cuida da padronização de memórias de estado sólido, concluiu as especificações do DDR5, com uma série de melhorias em relação ao DDR4.

Entre elas, uma maior largura de banda, mais velocidade, menor consumo de energia e pela primeira vez, a inclusão de um regulador de tensão integrado aos módulos.

PublicDomainPictures / pentes de memória RAM / Pixabay / DDR5

Uma das principais melhorias diz respeito à densidade máxima do SDRAM, que quadruplicou em relação à geração anterior: agora são até 64 Gb por chip, partindo de um mínimo de 8 Gb, contra até 16 Gb do DDR4, que começa em 2 Gb.

A frequência também aumentou bastante, indo de uma taxa entre 1.600 a 3.200 MHz dos módulos atuais, para entre 3.200 e 6.400 MHz na próxima geração. No entanto, fabricantes como a SK Hynix cogitaram chegar a até 8.400 MHz.

A eficiência energética também foi melhorada, diminuindo a tensão padrão de 1,2 para 1,1 V e a máxima de 2,5 para 1,8 V. Pode parecer pouco, mas mas os menores números oferecem uma melhoria em arquitetura e organização para os fabricantes de placas-mãe, que poderão otimizar e simplificar seus designs, principalmente pela grande mudança que o DDR5 está trazendo.

Na próxima geração, cada DIMM terá seu regulador de tensão integrado, dispensando a inclusão do componente na placa-mãe. Segundo a JEDEC, isso faz parte de uma filosofia chamada "pay as you go", onde o fabricante do módulo terá que comprar tantos reguladores forem necessários para os sistemas aos quais as memórias forem projetadas.

Por um lado, tal decisão irá beneficiar os fabricantes de placas-mãe, servidores e outros, que poderão oferecer produtos mais simples e até mais baratos, mas por outro lado, incluir o regulador na RAM representará um inevitável aumento no preço final na RAM, em relação ao DDR4.

Micron / pente de memória RAM DDR5

É assim que um pente de memória RAM DDR5 deverá se parecer (créditos: Micron)

Outras mudanças incluídas no DDR5 estão no comprimento do burst, que dobrou de 8 para 16 bits, e na alteração dos canais de memória: o DDR4 usa um único de 64 bits, enquanto as novas contarão com dois de 32 bits.

Isso foi feito para aumentar tanto a eficiência na troca de dados quanto na velocidade, aliado ao aumento do burst. Isso permitirá que as novas memórias executem duas operações de 64 bits de modo paralelo, enquanto que o DDR4 só pode realizar uma no mesmo período de tempo.

Como de praxe, os futuros pentes DDR5 não serão compatíveis com os slots para memórias DDR4, assim, o consumidor interessado terá que investir em um troca completa de placa-mãe e processador, ou adquirir futuros laptops que vierem a suportar as novas memórias.

De qualquer forma, a previsão é de que os primeiros produtos cheguem ao mercado até o fim de 2021, inicialmente para servidores e outras soluções de grande porte; processadores prometidos para suportar o novo formato de RAM, como os Intel Xeon Saphire Rapids e AMD Genoa, serão lançados respectivamente em 2021 e final de 2022, segundo as fabricantes.

Por fim, módulos de memória DDR5, placas-mãe e processadores compatíveis voltados para o consumidor final devem dar as caras entre 2022 e 2023.

Com informações: JEDEC.

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários