Meio Bit » Games » Miyamoto recebe muito menos que executivos americanos

Miyamoto recebe muito menos que executivos americanos

Relatório financeiro da Nintendo revela o salário de Shigeru Miyamoto e mostra que o game designer recebe muito menos que Bobby Kotick e Andrew Wilson

24/07/2020 às 8:52

Eu não sei você, mas quando penso em Nintendo, as primeiras coisas que me veem à cabeça são Super Mario e Shigeru Miyamoto. Possivelmente o nome mais importante da história dos games, Shigsy virou uma lenda e devido a tudo o que fez pela mídia, é de se imaginar que o game designer esteja no topo da lista dos profissionais mais bem pagos da indústria, certo? Pois este raciocínio está longe de ser verdade.

Shigeru Miyamoto

Respondendo atualmente como diretor da Nintendo, os rendimentos de Miyamoto foram revelados (PDF) pela própria empresa através do relatório financeiro do ano fiscal que acabou em março passado. O documento também trouxe detalhes dos salários de outros nomes importantes da companhia e chamou a atenção o fato deles terem faturamento muito, mas muito inferiores aos registrados por grandes executivos americanos.

Começando pelo presidente Shuntaro Furukawa, o seu salário anual foi de ¥ 258 milhões, o que daria algo próximo de US$ 2,4 milhões. Já o gerente de entretenimento, planejamento e desenvolvimento, Shinya Takahashi, recebeu ¥ 132 milhões, ou US$ 1,23 milhão. Chegamos então a Shigeru Miyamoto, cujo salário foi de ¥ 192 milhões, o que daria aproximadamente US$ 1,79 milhão.

Para termos uma noção de como esses números se comparam a o que é praticado por algumas empresas nos Estados Unidos, podemos usar como exemplo um artigo publicado em fevereiro pelo site GamesIndustry. Nele temos os vencimentos anuais de dois dos maiores salários do mundo dos games no momento, os dos CEOs da Activision e EA, Bobby Kotick e Andrew Wilson, respectivamente.

No caso de Kotick, só no ano passado ele viu a sua conta bancária engordar quase US$ 28,7 milhões, o que daria cerca de 306 vezes mais do que um funcionário da Activision recebeu em média. Já quando falamos de Wilson, o valor recebido foi ainda maior, impressionantes US$ 35,7 milhões, o que significa 371 vezes mais do que a média de quem trabalha na EA.

Essas discrepâncias gerou uma onda de revolta na época em que os salários foram divulgados, mas há de se dizer que em ambos os casos houve a aprovação de tais pagamentos por parte da maioria dos acionistas. Mesmo assim, não pegou bem o fato de que se olharmos para as 500 maiores empresas norte-americanas, a média da proporção de salários de CEOs x funcionário é de 142:1.

Voltando a Shigeru Miyamoto, um detalhe importante é que apesar de no total ele ter recebido tão menos do que os seus companheiros do outro lado do mundo, o salário por si só é maior que o de Bobby Kotick, que no ano passado recebeu US$ 1,75 milhão. A diferença aqui está nos prêmios e bônus que o executivo americano recebeu no período.

O que não sabemos é se a Nintendo também tem dado premiações para o seu alto escalão, o que acho difícil de ter sido ocultado no relatório. Vale lembrar que há alguns anos, tanto Miyamoto quanto o saudoso ex-presidente Satoru Iwata chegaram a reduzir seus salários por causa do mau desempenho do Wii U.

Seja como for, a verdade é que mesmo com toda essa diferença entre o ocidente e o oriente, estamos falando da nata da nata. Só para termos uma ideia, na média um funcionário da Nintendo recebe anualmente ¥ 9,35 milhões, ou algo em torno de US$ 86 mil.

Fonte: GamesIndustry

Leia mais sobre: , .

relacionados


Comentários