Meio Bit » Engenharia » O inventor que previu drones 96 anos atrás

O inventor que previu drones 96 anos atrás

Drones não são novidade, mas já foram um dia, quando eram apenas uma ideia na mente de um cientista e escritor, que em 1924 previu EXATAMENTE a tecnologia

15 semanas atrás

Todos lembram de Júlio Verne, mas ele não foi o único futurólogo. Muita gente inteligente extrapolou a ciência de sua época, mas é raro ver um trabalho tão bem-feito quanto este artigo sobre drones de Hugo Gernsback, um inventor, ensaísta escritor e editor, criador da primeira revista de ficção científica e tão influente que é considerado um dos pais do gênero.

E sim, o Prêmio Hugo o Oscar ™ da ficção científica é batizado em honra a ele.

Um drone Globalhawk

Gernsback conseguia ser visionário da forma mais difícil, e algumas vezes foi brilhante e certeiro, combinando tecnologias distintas muito novas e prevendo com precisão suas futuras aplicações, como em um artigo publicado na Edição de Março de 1931 da revista Television News, artigo esse reimpressão de um texto publicado na Edição de Novembro  de 1924 da The Experimenter.

Hugo Gernsback

Hugo Gernsback

O começo do Século XX foi uma época de ouro para os entusiastas de eletrônica. Era tudo muito novo. As ondas eletromagnéticas haviam sido descobertas em 1886, Marconi construiu seus primeiros rádios em 1890, a primeira transmissão pública de rádio, aconteceu em 1906. Estações comerciais transmitindo voz, só foram aparecer em 1920.

Para Hugo Gernsback pensar sobre o futuro do rádio em 1924 já era excepcional, mas ele tinha outra tecnologia também em mente: A Televisão, que nessa época estava em estágio extremamente experimental, com vários formatos diferentes competindo, inclusive a chamada Televisão Mecânica. Neste vídeo do Technology Connections temos uma excelente explicação do funcionamento dessa tecnologia.

Televisão mecânica. Não pegou.

Televisão mecânica. Não era smart, e o HDMI nem era 1.4

No artigo “The Radio-Controlled Television Plane” Hugo descreve o que é assustadoramente idêntico a um drone moderno.

Ele fala sobre experimentos com aviões controlados remotamente por rádio, já nos Anos 1920, e como isso será expandido e aperfeiçoado. Também diz que quando o “problema da televisão” for resolvido, isto é, a tecnologia for definida e amadurecida, será implantada em aviões, assim eles poderão ser controlados remotamente além do alcance visual do piloto em terra.

“Imagine um avião sem piloto controlado por rádio, que também é equipado com olhos eletrônicos, que transmitirão por rádio os impulsos, mais especificamente o que eles olhos enxergarem para um operador distante, no solo.”

A descrição continua, com o avião tendo várias câmeras, transmitindo simultaneamente dando ao piloto em terra uma percepção situacional melhor do que um piloto teria no avião. É descrito como um avião desses poderia ser usado para bombardear com precisão território inimigo, se autodestruir em caso de sofrer danos, e como seria melhor perder um avião controlado remotamente do que um com piloto humano.

“No futuro tais aviões-televisão remotamente controlados podem não ser usados somente isolados, mas em esquadrões. Eles podem ser usados para atacar o inimigo se necessário, para tirar fotografias aéreas e para qualquer atividade militar ou pacífica, da mesma forma que uma aeronave tripulada.”

O artigo fala sobre usos de drones como transporte de correspondências, com frotas de aviões controladas de bases em terra, o que baratearia muito o processo.

A única parte aonde Hugo realmente errou foi em seu otimismo; ele previu essa tecnologia acontecendo nos próximos 10 anos, por volta de 1934.

Hugo Gernsback descreveu perfeitamente a tecnologia de drones que temos hoje, tendo com base o rádio, uma tecnologia que estava começando a chegar na casa das pessoas, e a televisão, uma tecnologia que ainda era apenas uma curiosidade em laboratórios. E se isso não basta, compare as imagens abaixo. A primeira é um console de controle de um drone Predador moderno. A segunda é a ilustração do artigo de 1931.

Console de operações de drones militares, Século XXI

Console de operações de drones militares, Século XXI

imagem de 1931 mostrando o uso de drones em combate

Ilustração do artigo de Hugo Gernsback publicado em 1931.

Para ler o artigo original de Hugo Gernsback: Página 1, Página 2, Página 3, Página 4 e Página 5

Leia mais sobre: , , , .

relacionados


Comentários